Minas Sustentável

Meio Ambiente, cidades sustentáveis

Governo Aécio: II Prêmio Estadual – Sustentabilidade e Gestão Ambiental Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos contempla Barão dos Cocais, Belo Horizonte e Ibirité por projetos de redução de lixões

Governo Aécio e o Programa Minas sem Lixões: Projeto Carroceiros conquistou segundo lugar do prêmio

Barão dos Cocais, Belo Horizonte e Ibirité conquistaram o II Prêmio Estadual – Sustentabilidade e Gestão Ambiental Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, promovido pelo programa Minas semLlixões, por meio das fundações Estadual do Meio Ambiente (Feam) e Israel Pinheiro (FIP). A cerimônia para a entrega dos troféus será no dia 23 de março, no Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), que também apoia o concurso. No total, foram enviados 12 projetos de prefeituras, instituições públicas e privadas, ONGs e entidades de ensino, com foco na inclusão social e na não geração de resíduos, reuso e reciclagem em Minas Gerais.

Na segunda edição do prêmio, o primeiro lugar ficou com a Prefeitura de Barão de Cocais que, desde 2006, desenvolve o Projeto Reciclar “Separe o lixo, recicle a vida”. Como resultado dessa iniciativa, várias ações já foram implementadas no município, com destaque para a mobilização dos catadores, fim do lixão, licenciamento do aterro sanitário e lançamento da coleta seletiva.

O projeto Carroceiros, da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) da Prefeitura de Belo Horizonte em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), conquistou o segundo lugar. Criado em 1998 com o objetivo de reduzir a disposição inadequada de resíduos sólidos na malha urbana da capital, a iniciativa tem como eixo central ações educativas para orientar os carroceiros sobre meio ambiente, formas de associação e trato com o animal. Uma vez por ano, os cavalos recebem atendimento clínico, com vacinação, controle parasitológico, entre outros exames.

O diferencial do projeto da Associação de Trabalhadores com Papel, Papelão e Materiais Recicláveis de Ibirité (Astrapi), vencedor do terceiro lugar, também é a busca da cidadania por meio do trabalho, inclusão social e acesso à informação, com oportunidade de capacitação dos catadores e familiares.

Critérios

Na segunda edição do Prêmio Estadual – Sustentabilidade e Gestão Ambiental Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, um júri, constituído por cinco especialistas, selecionou os três melhores projetos, de acordo com os critérios de inovação e pioneirismo, envolvimento local e regional, viabilidade, além das dimensões ambientais, sociais, institucionais e econômicas impactadas pela ação.

“Nosso objetivo é divulgar iniciativas bem sucedidas que possam ser replicadas nos demais municípios, de maneira a formar um banco de boas práticas ambientais ligado à sustentabilidade e ao gerenciamento de resíduos sólidos urbanos em Minas Gerais”, afirma a coordenadora técnica do Minas sem Lixões da FIP, Luiza Helena Pinto, que é a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) responsável pelo desenvolvimento do programa em parceria com a Feam. Além dos troféus, os vencedores receberão as quantias de R$ 30 mil, R$ 15 mil e R$ 5 mil, de acordo com a classificação de primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente. O prêmio é bienal e nova edição acontecerá em 2011.

Anúncios

11/03/2010 Posted by | Ação Sustentável, Meio Ambiente | , , , , , , , , , | Deixe um comentário