Minas Sustentável

Meio Ambiente, cidades sustentáveis

Minas: municípios recebem investimentos em infraestrutura

Vice-governador Alberto Pinto Coelho entrega veículos para 74 cidades mineiras. Os municípios receberam, ainda, investimentos para obras

Governo de Minas: infraestrutura

Fonte: Agência Minas

Municípios foram beneficiados com máquinas, equipamentos e assinatura de convênios; evento de entrega foi realizado nesta terça-feira, em Barbacena

Nesta terça-feira (12), em Barbacena, o vice-governador Alberto Pinto Coelho anunciou mais 74 municípios beneficiados com entrega de máquinas, equipamentos e assinatura de convênios para obras de infraestrutura. Na oportunidade, foram entregues caminhões basculantes, pipa e para transporte de lixo, motoniveladoras, retroescavadeiras e pás carregadeiras. Os municípios receberam, ainda, investimentos para obras, como calçamento e pavimentação de vias, e melhoria de estradas vicinais.

epassado às prefeituras sem ônus. Os veículos estão assegurados até a chegada ao município e o repasse das máquinas às prefeituras será feito pela empresa fornecedora dos veículos, diminuindo, assim, os custos de logística para os municípios. Os investimentos nessas ações somam cerca de R$ 27 milhões, sendo R$ 17,5 milhões em máquinas e equipamentos, e o restante, R$ 9,3 milhões, em convênios para obras de infraestrutura.

Diante de um auditório com mais de 800 convidados, o vice-governador Alberto Pinto Coelhoafirmou que o ProMunicípio “é a marca de um governo que faz sua política canalizada para as demandas de cada um dos 853 municípios de Minas”. Segundo Alberto, o programa chega em boa hora, tendo em vista a dificuldade financeira das prefeituras, devido à queda dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), principal fonte de receita das pequenas cidades.

“Somente com o ProMunicípio, o Governo de Minas vai investir R$ 2,1 bilhões para fomentar o desenvolvimento dos municípios. Estamos aqui para celebrar os convênios para obras de infraestrutura e, mais do que isso, fazendo entregas de máquinas, equipamentos, caminhão-pipa, caminhão de lixo, retroescavadeira e motoniveladora, além da destinação de recursos em uma área muito demandada, que é a saúde pública”,disse Alberto Pinto Coelho.

Esta foi a 11ª rodada do ProMunicípio, programa lançado este ano pelo governador Antonio Anastasia e que tem como objetivo incrementar o desenvolvimento municipal por meio de investimentos em saúde, educação, infraestrutura viária, máquinas e equipamentos rodoviários, veículos e outras ações. Até o momento, foram assinados 513 convênios, beneficiando 471 municípios. Já o total de equipamentos e veículos entregues até agora, incluindo Barbacena, é de 189.

Em nome dos 74 prefeitos presentes à cerimônia, o prefeito de Barbacena, Antonio Andrada, agradeceu ao Governo de Minas pela escolha da cidade para a realização das entregas. Segundo o gestor, que também é presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), o ato significa um gesto de reconhecimento da importância da cidade para as regiões da Zona da Mata e do Campo das Vertentes. Antonio Andrada disse ainda que o ProMunicípio tem o total apoio dos prefeitos, principalmente daqueles de cidades pequenas.

“O programa é extremamente importante, porque objetiva atender, sobretudo, os pequenos municípios mineiros, que são justamente os municípios que mais sofrem com a queda de receita do FPM, porque eles não têm outra possibilidade de renda. Então, é uma iniciativa muito salutar, que tem o apoio e o estímulo da AMM, e o reconhecimento dos prefeitos mineiros”, afirmou.

Também participaram da cerimônia os secretários de Estado Carlos Melles (Transportes e Obras Públicas), Cássio Soares (Desenvolvimento Social) e Danilo de Castro (Governo).

Municípios contemplados

Acaiaca, Além Paraíba, Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Alto Rio Doce, Antônio Prado de Minas, Aracitaba, Argirita, Astolfo Dutra, Barão de Monte Alto, Bias Fortes, Bicas, Brás Pires, Caiana, Canaã, Caparaó, Carangola, Chiador, Cipotânea, Coronel Pacheco, Dona Eusébia, Dores do Turvo, Durandé, Ervália, Eugenópolis, Guaraciaba, Guarará, Guiricema, Lajinha, Laranjal, Leopoldina, Lima Duarte, Manhuaçu, Manhumirim, Mar de Espanha, Martins Soares, Matias Barbosa, Miradouro, Miraí, Olaria, Oliveira Fortes, Orizânia, Patrocínio do Muriaé, Pedra Bonita, Pedra Dourada, Pedro Teixeira, Pequeri, Piedade de Ponte Nova, Piranga, Pirapetinga, Raul Soares, Recreio, Reduto, Rio Casca, Rio Doce, Rio Espera, Rio Novo, Rio Pomba, Rio Preto,Rosário da Limeira, Santa Rita de Ibitipoca, Santa Rita de Jacutinga, Santana do Deserto, Santana do ManhuaçuSão João do ManhuaçuSão João Nepomuceno, São José do Mantimento, Senador Cortes, Simão Pereira, Tombos, Vermelho Novo, Viçosa, Vieiras, Volta Grande.

Anúncios

20/11/2013 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

Minas: cidades oferecem melhores condições de vida aos idosos

Cidades mineiras estão entre as que oferecem melhores condições de vida aos idosos, aponta pesquisa

Governo de Minas: combate à violência

Fonte: Agência Minas

Levantamento foi publicado pela revista Exame da última semana; políticas públicas do Governo de Minas Gerais contribuem para o bom desempenho dos municípios do Estado

A última edição da revista Exame, publicada nesta semana, traz a relação das cidades brasileiras que oferecem as melhores condições de vida aos idosos. Dentre as 20 mais bem posicionadas na lista, cinco são de Minas Gerais. São elas: Poços de Caldas (6ª), Belo Horizonte (9ª), Juiz de Fora (14ª), Divinópolis (15ª) e Uberaba (19ª). Para se chegar ao resultado, o estudo analisou o acesso dos idosos aos serviços de saúde, às atividades de esporte e lazer, às medidas protetivas e aos instrumentos culturais, entre outros aspectos.

Com expectativa média de vida de 73,3 anos, o bom desempenho das cidades mineiras espelha a eficiência das políticas públicas, que asseguram aos 2,6 milhões de idosos – segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – o direito à saúde, à cidadania, à liberdade e à dignidade.

Direito à saúde e à convivência familiar

Dentre algumas ações realizadas pelo Governo de Minas para melhorar a qualidade de vida da população da terceira idade, os 13 centros Mais Vida, espalhados por todas as regiões do Estado, se destacam ao oferecer atenção especializada à saúde da população idosa considerada frágil ou de risco. A intenção é de assegurar a continuidade da vida junto à família com independência e autonomia, por meio de intervenções precoces e a identificação de situações de vulnerabilidade.

“Temos o propósito de promover a longevidade da população, com a finalidade de conseguir uma máxima expectativa de vida ativa”, ressalta a coordenadora de Atenção ao Idoso da Secretaria de Estado de Saúde, Eliane Bandeira.

Em 2012, os centros atenderam 18.576 idosos e realizaram 242.538 procedimentos. Até julho deste ano – data do último levantamento – já tinham sido atendidos 10.573 pessoas e feitos 135.085 procedimentos. “Também temos o objetivo de reduzir a frequência de quadros agudos e o número de internações hospitalares de idosos. Reduzir a internação de idosos por fratura de fêmur. Com isso, contribuir para tornar Minas Gerais o Estado para se viver mais e melhor”, acrescenta Eliane.

Corpo em movimento

Por meio dos projetos Academia ao Ar Livre, Ginástica para Todos e Saúde na Praça o Governo de Minas também oferece à população idosa – bem como a todos os mineiros –  a possibilidade de praticar atividades esportivas em espaços públicos. As iniciativas visam combater o sedentarismo e incorporar atividades físicas à vida das pessoas.

Segundo os idealizadores do projeto, no entanto, os aparelhos atraem mais os idosos por permitem trabalhar a força e a mobilidade sem desgastar a estrutura muscular. “Sabe-se que estes equipamentos são frequentados mais por pessoas adultas ou idosas por proporcionarem baixa resistência e, com isso, baixo risco de lesão”, esclarece o subsecretário de Estado de Esportes, Adenilson Sousa.

Ao todo, cerca de 300 cidades do Estado já foram beneficiadas com a instalação de mais de 500 conjuntos de aparelhos de ginástica corporal. “As iniciativas também potencializam a prática de atividade física, pois, muitas vezes, nos locais onde são instalados os equipamentos, aumenta-se o número de pessoas praticando caminhadas e corridas, por exemplo, revitalizando o espaço e promovendo uma melhoria na vida social destes praticantes”, completa o subsecretário.

Medidas protetivas

Criada em 2012, a campanha Rompendo o Silêncio, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) tem a intenção de sensibilizar, incentivar e combater qualquer violação de direitos e a violência contra a pessoa idosa. Neste ano (2013), o foco da campanha é o combate à violência intrafamiliar. Cartazes da campanha foram afixados em postos de saúde, rodoviárias, escolas, hospitais e espaços públicos em geral com o objetivo de incentivar a população a fazer a denúncia. Exemplares do Estatuto do Idoso também foram distribuídos.

“Trabalhamos para ampliar e fortalecer as ações destinadas aos idosos. Disponibilizamos vários serviços, além de contar com campanhas permanentes e outros programas voltados à promoção, proteção e restauração dos direitos humanos”, destaca o secretário de Estado de Desenvolvimento SocialCássio Soares.

Outra ação vinculada à Sedese é o Disque Direitos Humanos (0800 031 11 19). Os crimes contra as pessoas idosas estão em segundo lugar entre os mais denunciados via o serviço telefônico oferecido pela secretaria, que busca receber, encaminhar e monitorar qualquer tipo de denúncia de violação de direitos humanos. De acordo com o balanço, em 2012, das 1.192 manifestações de crimes contra idosos recebidas, 63,8% corresponderam a maus-tratos familiares. De janeiro a outubro deste ano, das 1.220 denúncias envolvendo idosos, 63,1% estavam relacionados ao mesmo tema.

Criado em 2000, o serviço já recebeu cerca de 70 mil denúncias em todo o Estado de Minas Gerais. A central de atendimento conta com uma equipe multidisciplinar, coordenada por técnicos capacitados em direitos humanos. A ligação é gratuita, sigilosa e o serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.

Acesso à cultura

Outro objetivo do Governo de Minas é o acesso dos idosos às atividades culturais. Todos os prédios que compõem o Circuito Cultural da Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, por exemplo, possuem equipamentos, como elevadores, que possibilitam o acesso dos idosos. Atualmente, o circuito engloba o Arquivo Público Mineiro, Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, Centro de Arte Popular – Cemig, Centro Cultural Banco do Brasil, Espaço do Conhecimento UFMG, Memorial Minas Gerais Vale, Museu das Minas e do Metal, Museu Mineiro e Palácio da Liberdade.

20/11/2013 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário