Minas Sustentável

Meio Ambiente, cidades sustentáveis

Aécio sobe em todos cenários, confirma Ibope

Pesquisa Ibope divulgada nessa terça-feira confirmou a chegada da “Onda da Razão” na campanha eleitoral para a Presidência da República.

Eleições 2014

Fonte: Jogo do Poder

Leia também:

Ibope: PSDB acredita na ‘onda da razão’

Ibope: Aécio sobe 4 pontos, Dilma e Marina começam a cair

Ibope confirma Onda da Razão e Aécio sobe em todos cenários

Pesquisa divulgada pela TV Globo e o jornal O Estado de S.Paulo mostra que Aécio avança quatro pontos no primeiro turno. Candidato também cresce no segundo turno

Pesquisa Ibope divulgada nessa terça-feira (16/09) confirmou a chegada da “Onda da Razão” na campanha eleitoral para a Presidência da República, com o crescimento das intenções de voto no candidato da Coligação Muda BrasilAécio Neves, em todos os cenários analisados de primeiro e segundo turnos.

Aécio subiu quatro pontos percentuais, de 15% para 19%, num intervalo de apenas quatro dias entre as pesquisas divulgadas pelo instituto. As candidatas do PTDilma Rousseff, e do PSB, Marina Silva, caíram nas intenções de voto.

Aécio reafirmou confiar na vitória e destacou que, neste momento da campanha, a população passa a prestar mais atenção ao que é defendido por cada candidato.

“É uma demonstração clara de que chegou a Onda da Razão. Os eleitores começaram a prestar mais atenção às propostas dos candidatos e ver quem tem melhores ideias para o Brasil, sem improviso ou um modelo que fracassou. Tenho convocação de que estarei no segundo turno e vencerei a eleição. Vamos usar a emoção para a Onda da Razão”, disseAécio.

Segundo turno

No levantamento de segundo turnoAécio também cresceu quatro pontos e agora aparece com 37% da preferência do eleitorado. Na simulação de segundo turno contra Marina SilvaAécio avançou 3 pontos, para 30%. A exemplo do que aconteceu no primeiro turno, as duas candidatas também caíram nas intenções de voto.

A pesquisa também mostrou que Aécio melhorou o desempenho em todas as regiões do Brasil. No Sul, ele aparece com 23%, situação de empate técnico com a candidata Marina Silva.

Ibope ouviu 3.010 pessoas entre os dias 13 e 15 de setembro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

17/09/2014 Posted by | Política | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aécio diz que Marina mudou para se acomodar à realidade eleitoral

Aécio: “Hoje defendemos aquilo que praticamos durante a nossa vida. Não adianta querermos criar um novo personagem às vésperas da eleição.”

Eleições 2014

Fonte: O Globo

Não adianta criar um novo personagem’, diz Aécio sobre Marina

Candidato tucano fala em arrancada e critica ataques petistas

Tentando sair do terceiro lugar nas pesquisas, o candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, afirmou nesta terça-feira que mantém “absoluta confiança de que estará no segundo turno” e criticou a candidata Marina Silva (PSB), segunda colocada nas intenções de votos.

— Agora é hora em que o eleitor aprofunda sua avaliação. A nossa tranquilidade é que nós não precisamos adaptar as nossas propostas às conveniências do momento, com o objetivo de agradar esse ou aquele setor da vida brasileira. Hoje defendemos aquilo que praticamos durante a nossa vida. Não adianta querermos criar um novo personagem às vésperas da eleição — disse o tucano em entrevista coletiva.

Questionado sobre quem seria o candidato que criou um novo personagem, Aécio citou Marina:

— Quando assistimos no caso da candidata Marina uma mudança de posição em função de pressões de A ou de B, é obviamente uma mudança para se acomodar à realidade eleitoral. Não faço crítica pessoal e acho até que o que PT vem fazendo é inaceitável do ponto de vista dos ataques pessoais e de comparações indevidas. O que cobro de todos os candidatos é que digam com clareza aquilo que defendem, que representam.

Aécio afirmou que a política econômica defendida hoje pela candidata do PSB foi criticada por ela quando estava no PT.

— Ela (Marina) agora defende a nossa política econômica, o Plano Real, quando nós lutamos muito para implementar, para acabar com inflação, que hoje ela combate, nós infelizmente não tivemos a contribuição dela, que no PT ajudou o partido a combater o Plano Real e deu seu voto contra a Lei de Responsabilidade Fiscal. Quando defendemos oagronegócio como uma fronteira vital ao crescimento da economia brasileira, alguns anos atrás, ela defendia projeto que proibia o cultivo de transgênicos no pais — disse o tucano.

Sobre seu plano de governo, o tucano disse apenas que lançará antes da eleição.

— Nosso plano não será feito a lápis, será feito a caneta e reproduzirá o que nós pensamos.

Falando em arrancada, Aécio apresentou vídeos que serão utilizados em sua campanha. Um deles, reúne estrelas tucanas como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-senador Tasso Jereissatti e o governador, candidato à reeleição, de São Paulo, Geraldo Alckmin, que encerra o vídeo pedindo voto para Aécio. Na outra peça publicitária, artistas como Zezé di Camargo, a banda Inimigos do HP e o ex-jogador Zico, também declaram apoio ao tucano.

17/09/2014 Posted by | Política | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pimenta propõe criação de Núcleo Estratégico para desenvolvimento

Pimenta se reuniu com entidades empresariais e garantiu parceria com o setor produtivo para geração de emprego e renda no estado.

Eleições 2014

Fonte: Pimenta 45

Pimenta da Veiga vai criar núcleo estratégico para nova fase de crescimento econômico em Minas

O candidato a governador pela Coligação Todos por MinasPimenta da Veiga, anunciou nesta segunda-feira (15/09) a criação de um núcleo estratégico, voltado ao desenvolvimento do setor produtivo mineiro, para impulsionar o crescimento econômico do Estado. Durante evento realizado na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), ele explicou que este núcleo vai integrar esforços do poder público, aliado ao setor produtivo mineiro.

“Nós queremos fazer uma parceria com a Fiemg, com a CDL e com o Indi (Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas) para criar um núcleo estratégico para discutir em detalhes os rumos da economia mineira. Mas é evidente que alguns pontos estão claros:Minas é um Estado logístico. Por aqui passa grande parte da produção nacional, vinda do Sul para o Centro-Oeste, para o Norte e para o Nordeste. Minas tem que se prevalecer disso, não pode ser apenas passagem. Vamos fazer disso um ponto positivo”, afirmou.

Ainda segundo Pimenta, este grupo estratégico será criado logo nos primeiros dias de seu governo. O colegiado terá como fundamentos principais diagnosticar detalhadamente todo o setor industrial mineiro e, a partir daí, estabelecer um calendário de planejamento e metas. Este conjunto de ações tem como objetivo consolidar o Estado como polo de inovação. “Para isso, as empresas precisam ter todo o apoio, de modo que a economia mineira dê um grande passo à frente, para criar um polo de inovação que pode ser definitivo no nosso desenvolvimento”, explicou Pimenta da Veiga.

O candidato afirmou, ainda, que o grupo estratégico será norteado por ações de desburocratização da economia. Para Pimenta, os investimentos em educação e logística também contribuirão significativamente para impulsionar o setor. “O desenvolvimento da educação e da infraestrutura vão estimular a nossa economia. Este núcleo vai pensar tudo isso para que venham as indicações do que faremos na questão tributária e nas ações de governo. Nós vamos fazer com que Minas seja conhecida como o Estado da inovação”, disse, sendo aplaudido pelos representantes de entidades empresariais presentes à reunião.

A proposta apresentada por Pimenta da Veiga recebeu elogios do presidente da CDL-BH, Bruno Falci. Segundo o dirigente, a união de esforços entre o poder público e o setor privado é essencial para fortalecer o desenvolvimento do Estado. “Gostei muito da colocação dele, de que temos que trabalhar juntos, isso é fundamental para a economia de Minas Gerais, afinal os grandes números somos nós que representamos. O Governo do Estado não produz, quem produz somos nós empresários. Então, temos que estar muito bem alinhados, como ele mesmo disse”, destacou Bruno Falci.

Fortalecimento da economia

Pimenta se reuniu, nesta tarde, com dirigentes de entidades empresariais, na sede da CDL-BH. No encontro, ele assegurou discutir medidas para fortalecer a produção industrial. “A indústria de transformação tem uma participação maior no ICMS, chega a 40%. Portanto, deve merecer grande atenção do governo. A questão é tributária? É logística, é tecnológica, é de crédito? Tenho uma visão definitiva: Minas não pode perder uma empresa sequer, tem é que trazer muitas empresas. O patamar que a economia de Minas atingiu é muito bom, mas podemos avançar mais e é o que vamos fazer”, destacou.

17/09/2014 Posted by | DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, DESTAQUE, EDUCAÇÃO, ELEIÇÕES 2014, infraestrutura, Minas Gerais | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário