Minas Sustentável

Meio Ambiente, cidades sustentáveis

Intenções de Voto: Aécio sai na frente com 54%, mostra pesquisa

Aécio largou na frente de Dilma neste início da campanha nas eleições presidenciais. É o que mostra uma pesquisa feita com exclusividade para ÉPOCA, pelo instituto Paraná Pesquisas.

Eleições 2014

Fonte: Época

Aécio 54% x Dilma 46%: primeira pesquisa sobre o segundo turno

Em levantamento exclusivo para ÉPOCA, o instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.080 eleitores em 152 municípios

Aécio Neves (PSDB) largou na frente da presidente Dilma Rousseff (PT) neste início da campanha de segundo turno nas eleições presidenciais deste ano. É o que mostra uma pesquisa feita com exclusividade para ÉPOCA, pelo instituto Paraná Pesquisas. Se a eleição fosse hoje, Aécio teria 49% das intenções de voto contra 41% de Dilma. Não sabe ou não responderam somam 10%. Em votos válidos, Aécio tem 54%, e Dilma, 46%. Na pesquisa espontânea, em que não são apresentados os candidatos, Aécio tem 45%, e Dilma, 39%.

instituto Paraná Pesquisas entrevistou, entre a segunda-feira (6) e esta quarta-feira (8), 2.080 eleitores. Foram feitas entrevistas pessoais com eleitores maiores de 16 anos em 19 Estados e 152 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral, sob o número BR 01065/2014. O nível de confiança da pesquisa é de 95%, com uma margem de erro de 2,2% para mais ou para menos. Isso significa que a probabilidade de a realidade corresponder ao resultado dentro da margem de erro é de 95%. Se a eleição fosse hoje, a votação de Aécio variaria, portanto, de 52% a 56%; e a de Dilma, de 44% a 48% dos votos válidos.

“Podemos afirmar que Aécio Neves inicia o segundo turno com uma boa vantagem, porque herdou mais votos de Marina Silva (a terceira colocada). Vamos ver como o eleitor se comportará após o início do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão”, afirma o economista Murilo Hidalgo, presidente do Paraná Pesquisas.

A pesquisa também avaliou a rejeição dos candidatos. Dilma Rousseff é rejeitada por 41%. Outros 32% afirmaram que não votariam em Aécio “de jeito nenhum”. Apenas 16% disseram que não rejeitam nenhum dos candidatos, e 8% não souberam ou não quiseram responder. De acordo com Hidalgo, a rejeição é sempre um fator fundamental em eleições de segundo turno.

No quesito escolaridade, Dilma é a preferida dos eleitores com apenas o ensino fundamental. Ela tem 46% das intenções, ante 45% de Aécio. Entre os eleitores com ensino superior completo, Aécio lidera com 55% das intenções, e Dilma apresenta 34%. Aécio também está na frente no eleitorado feminino, com 50% das intenções de voto, ante 40% de Dilma. Entre os homens, Aécio tem 47% das preferências, para 43% de Dilma.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral, sob o número BR 01065/2014 e 2.080 eleitores do dia 6 ao dia 8 de outubro.

Anúncios

09/10/2014 Posted by | Política | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aécio afirmou dar a largada para o segundo turno em ‘muito boa companhia’

Aécio destacou que os brasileiros assistiram no primeiro turno das eleições a vitória clara desse sentimento de mudança que se espalhou por todo o país.

Eleições 2014

“Dou a largada para o segundo turno em muito boa companhia”, diz Aécio

O candidato da Coligação Muda Brasil à Presidência da República, Aécio Neves, agradeceu, nessa segunda-feira (06/10), em São Paulo, o esforço e a confiança dos brasileiros que acreditaram em sua candidatura e o levaram a disputar o segundo turno das eleições com a aprovação de cerca de 35 milhões de eleitores – 33,55% dos votos válidos.

Ao lado de Aloysio Nunes, vice na chapa presidencial, do governador reeleito de São Paulo,Geraldo Alckmin, do senador eleito José Serra, e dos deputados federais Antonio Imbassahy (BA), do PSDB, Paulinho da Força (Solidariedade-SP) e Mendonça Filho (DEM-PE), Aécio afirmou que dá a largada para o segundo turno em “muito boa companhia”.

“Gostaria, em primeiro lugar, de agradecer o esforço, o trabalho e a confiança de cada companheiro, cada companheira, em todas as regiões do país. E hoje, de forma muito especial, em São Paulo. A minha candidatura, a partir desse instante, não é mais apenas a candidatura de um partido político ou de uma aliança entre partidos, é a candidatura que carrega a possibilidade concreta do Brasil se reencontrar com o desenvolvimento, com a recuperação dos empregos, com a melhoria da saúde e da segurança”, ressaltou.

O candidato da Coligação Muda Brasil destacou que os brasileiros assistiram no primeiro turno das eleições a “vitória clara desse sentimento de mudança que se espalhou por todo o país”.

“A soma dos votos obtidos pelas candidaturas de oposição demonstra isso de forma muito clara. Sinto-me extremamente honrado de poder, agora, no segundo turno, liderar a condução desse novo projeto para o Brasil e para os brasileiros”, afirmou.

“Suar a camisa”

Aécio agradeceu ainda o apoio recebido em São Paulo, que o levou à vitória no maior colégio eleitoral do país. Ele completou dizendo que está pronto para vencer as eleições e “fazer a grande travessia para um país que cresça, enfrente a questão da inflação e que possa gerar mais oportunidades para os seus filhos”.

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin, reeleito com 57,3% dos votos válidos, destacou que é hora de “suar a camisa” e trabalhar para eleger Aécio Neves, em benefício da população brasileira.

“Iniciamos hoje o segundo turno, e quero dizer ao Aécio que a sua palavra, sua alma, atingiu o coração dos paulistas. Quando eu disse, quando se iniciou a campanha, que o Aécio era o mais paulista dos mineiros, eu tinha razão. São Paulo estará junto para ajudar o Brasil no novo momento, para fazer as reformas que o país precisa, para dar um outro grande salto em termos de desenvolvimento, emprego, renda, salário mais alto. Esse é o bom caminho. É uma alegria recebê-lo aqui em nosso Estado, e dizer que conte conosco. Agora é Aécio na cabeça!”, afirmou.

Eleito senador com 58,5% dos votos, José Serra acrescentou que seu objetivo a partir de agora será a mobilização para ampliar a diferença dos votos recebidos por Aécio Neves no Estado.

“São Paulo desempenhou um papel nesse primeiro turno vital para o futuro do Brasil, porque abriu a perspectiva de fato da troca dos responsáveis pela condução do nosso país. Não bastará levar o Aécio para a Presidência, teremos que mudar também o Brasil. Esse será o desafio que teremos, e essa nossa tarefa começa hoje. Jogaremos tudo o que temos, em matéria de esforço, de ideias, de perspectiva para o futuro do país. Tenho certeza que alcançaremos a nossa meta. É Aécio Presidente”, completou.

09/10/2014 Posted by | 2º TURNO,  AÉCIO NEVES,  AÉCIO PRESIDENTE,  AÉCIO PROPOSTAS,  AECIO,  AECIO: PRESIDENTE 2014,  ELEIÇÕES 2014 | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Candidatos do Partido Verde e do PSC declaram apoio a Aécio Neves

Ao anunciar o apoio, Everaldo pediu a Aécio que não descuidasse dos pobres, que tire o Brasil das páginas policiais, e que dê atenção às Forças Armadas.

PV decidiu também apoiar. A votação terminou em 33 votos para apoiar Aécio.

Fonte: O Globo

Candidato teve 0,75% dos votos válidos no primeiro turno, o equivalente a 780 mil

PSC, do Pastor Everaldo, que obteve pouco mais de 780 mil votos na eleição presidencial (0,75% dos válidos), vai apoiar o candidato Aécio Neves no segundo turno. A decisão foi anunciada no início da tarde desta quarta-feira depois de uma reunião de mais de duas horas com a bancada na Câmara e a executiva da legenda. Ao anunciar oficialmente o apoio, Everaldo pediu a Aécio que não descuidasse dos pobres, que tire o Brasil das páginas policiais, e que dê atenção às Forças Armadas.

O partido de Pastor Everaldo (PSC) teve 12 deputados eleitos para a Câmara dos Deputados, e Everaldo teve 780.513 votos (0,75%) no primeiro turno da corrida presidencial.Pastor Everaldo (PSC) disse que seu partido vê em Aécio o sentimento de mudança nessaseleições.

— Fomos enfáticos em dizer que a mudança que o Brasil precisa, que foi demonstrada nas pesquisas, e nós do PSC entendemos, é você quem encarna essa mudança para tirar o país do mar de lama de corrupção que estamos — disse.

Sobre programas sociais, Everaldo atacou o “terrorismo” espalhado sobre um corte nesses programas em caso de vitórias da oposição.

— Você tem a preocupação já demonstrada com os pobres, contestando principalmente o terrorismo que estão espalhando de que qualquer outro candidato iria subtrair os benefícios que hoje atendem a milhões de brasileiros.

O pastor disse que o governo deve servir ao cidadão, e não se servir dele, e pediu que o Brasil saia das páginas policiais.

— Nossa preocupação é que nosso país saia das páginas policiais do mundo com escândalos de corrupção.

Também foi demandada atenção às Forças Armadas:

— Fique de olho na Forças Armadas deste país com o respeito que elas merecem.

Aécio agradeceu o apoio:

— Temos a partir de hoje encarnada de forma muito clara a mudança que o país aguarda, e que você (Pastor Everaldo) pregou ao longo de sua bela campanha, com absoluta correção e seriedade. Com certeza espero fazer também, com o respeito de todos os brasileiros. Muito obrigado pela presença do nosso lado.

— Somos soldados para cumprir as suas ordens — respondeu Pastor Everaldo.

UNIÃO HOMOSSEXUAL ‘É DISCUSSÃO PARA O PARLAMENTO’

Mais cedo, o candidato do PSC afirmou, durante entrevista coletiva, que a opção por Aécio, e não por Dilma Rousseff (PT), a quem a sigla apoiou durante o governo, se deu, basicamente, por causa das denúncias de corrupção contra a administração da petista.

— Nunca houve na história do país tanta corrupção. Esse é um dos principais e mais relevantes motivos pela opção por Aécio — afirmou Everaldo.

De acordo com ele, o PSC não pedirá nada em troca do apoio, nem mesmo a inclusão de algum ponto do programa de governo do ex-candidato. Ao ser perguntado sobre o posicionamento de Aécio Neves, que defende a união homoafetiva, em contraposição ao que apregoa o PSCPastor Everaldo foi evasivo:

— Esse é um assunto que tem que ser discutido no Parlamento.

O ex-presidenciável disse que Aécio telefonou para ele na segunda-feira para pedir o apoio – em contrapartida, assegurou que o PT não o procurou. Ele desmanchou-se em elogios ao tucano e disse que o programa dele aproxima-se das propostas do PSC.

— O programa do Aécio aproxima-se do nosso e é dele. Queremos que haja uma mudança de verdade no país.

PSC elegeu 12 deputados nesta eleição, mantendo o mesmo número da bancada atualmente. O partido tem ainda um senador, eleito em 2010.

OUTROS APOIOS

No começo da tarde desta quarta-feira, PV decidiu também apoiar. A votação terminou em 33 votos para apoiar Aécio, 6 para apoiar Dilma, e 3 abstenções. Com oito deputados federais eleitos neste domingo, o partido alcançou, nas eleições presidenciais, com o presidenciável Eduardo Jorge, 630 mil votos, ou 0,60%. Eduardo já tinha dito que, nestas eleições, o PV não ficaria neutro.

Já PSOL vetou qualquer apoio ao tucano por parte dos militantes. “Não é cabível qualquer apoio de nossos filiados a sua candidatura”, diz a nota do partido da candidata Luciana Genro, que terminou com 1,6 milhão de votos (1,55%). O PSOL também não declarou apoio a Dilma.

09/10/2014 Posted by |  2º TURNO,  AÉCIO,  AÉCIO NEVES,  AÉCIO PRESIDENTE,  AECIO: PRESIDENTE 2014,  COLIGAÇÃO MUDA BRASIL,  EDUARDO JORGE,  ELEIÇÕES 2014, PSC | , , , , , , | Deixe um comentário