Minas Sustentável

Meio Ambiente, cidades sustentáveis

Eleições 2014: Ibope e Datafolha confirmam liderança de Aécio

Os dois institutos mostraram que Aécio lidera com 46% dos votos totais contra 44% da adversária do PT.

Eleições 2014

Fonte: Aecio 45

Ibope e Datafolha confirmam liderança de Aécio na disputa pela Presidência

Pesquisas divulgadas pelos institutos Ibope e Datafolha nessa quinta-feira (09/10) reforçaram que o candidato da Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, largou na frente na disputa pela Presidência da República, indicando o cenário de fortalecimento da campanha nas últimas semanas.

Os dois institutos mostraram que Aécio lidera com 46% dos votos totais contra 44% da adversária do PT e candidata à reeleição, Dilma Rousseff.  Em votos válidos, o tucano tem 51% contra 49% da petista. A margem de erro do Ibope e do Datafolha é de 2 pontos percentuais.

O desempenho representa um crescimento de 4 pontos percentuais no levantamento do Datafolha, e 9 pontos no Ibope, levando-se em conta as últimas pesquisas realizadas pelos dois institutos antes do primeiro turno.

Virada

Datafolha informou que esta é a primeira vez desde a eleição de 1989 que um candidato que ficou em segundo lugar no primeiro turno aparece na liderança no levantamento sobre a nova rodada de votação. É a primeira vez que um candidato do PSDB aparece na frente de um petista na corrida presidencial.

Datafolha ouviu 2.879 mil eleitores em 178 municípios na quarta e quinta-feira.  Já o Ibope ouviu 3.010 eleitores em 205 municípios de 7 e 8 de outubro.

Mais vantagem

Nessa quinta, o instituto Veritá mostrou que Aécio é a opção de voto de 54,8% dos brasileiros, enquanto Dilma possui 45,2% das intenções. Aécio, assim, chega a uma vantagem de 9,6 pontos percentuais nos votos válidos, confirmando resultado do Instituto Paraná Pesquisas, que, nessa quarta-feira (08/10), mostrou frente de 8 pontos percentuais sobre a candidata do PT.

Anúncios

10/10/2014 Posted by | Política | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aécio cresce e Marina cai nos maiores colégios, mostram pesquisas do Ibope

Pesquisas do Ibope mostram redução dos índices da candidata nos 8 Estados com mais eleitores, onde vivem 70% dos votantes.

Eleições 2014

Fonte: O Estado de S.Paulo

Leia também:

Ibope: Aécio passa Marina em Santa Catarina, 6% de vantagem

Vox Populi: Aécio já cola em Marina, diferença cai para 5 pontos

Marina perde fôlego nos maiores colégios

As mais recentes pesquisas do Ibope sobre a corrida presidencial nos oito maiores Estados do Brasil, que concentram quase 70% do eleitorado nacional, trouxeram más notícias para a campanha de Marina Silva: a candidata do PSB caiu ou oscilou para baixo em todos eles.

São Paulo é o Estado em que a queda foi das mais expressivas: em duas semanas, a taxa de intenção de votos de Marina passou de 38% para 32%. Em números absolutos, é como se a candidata do PSB tivesse perdido 1,6 milhão de eleitores, ou 115 mil por dia – o cálculo leva em conta o tamanho do eleitorado paulista e a taxa de abstenção verificada há quatro anos.

Apesar do recuo, Marina ainda lidera no maior colégio eleitoral do País. A presidente Dilma Rousseff, provável adversária da candidata do PSB no segundo turno, ficou estagnada, com 25%, enquanto o terceiro colocado, Aécio Neves (PSDB), subiu quatro pontos porcentuais.

Na Bahia, quarto maior eleitorado, Marina tinha 28% das preferências há duas semanas – agora, a taxa passou para 23%. Lá, Dilma oscilou de 50% para 52% e ampliou a vantagem sobre a adversária de 22 para 29 pontos.

No Ceará, a queda de Marina foi de seis pontos (de 25% para 19%), mas o intervalo entre as pesquisas da série é maior: três semanas. No Estado, oitavo no ranking do eleitorado, Dilma têm 61% – um de seus três melhores desempenhos no País.

Há um equilíbrio entre as duas adversárias em Pernambuco, Estado onde Marina herdou a maior parte do eleitorado do ex-governador Eduardo Campos (PSB), morto em acidente aéreo em agosto, mas que também é um dos principais redutos do PT e terra do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em uma semana, Dilma manteve os 39%, enquantoMarina oscilou para baixo, de 40% para 38%.

A candidata do PSB também perdeu pontos no Rio de Janeiro, em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul e no Paraná. Na última pesquisa nacional do Ibope, divulgada na terça-feira, a candidata do PSB oscilou de 30% para 29% em uma semana.

Conjunto. A consolidação das pesquisas do Ibope em todas as 27 unidades da Federação resulta em uma amostra nacional de 30 mil entrevistas – que foram devidamente ponderadas de acordo com o tamanho do eleitorado de cada Estado e a respectiva taxa de abstenção na eleição de 2010. Essa amostra expandida aponta Dilma com 37%, Marina com 27% eAécio com 17%.

Por essa projeção, a candidata do PT terminaria o primeiro turno com 43 milhões de votos, contra 32 milhões da concorrente do PSB e 20 milhões do tucano. Mas, como a evolução das intenções de voto têm mostrado, esses números devem mudar até o dia da eleição.

A pesquisa mais antiga entre as 27 unidades foi feita em 1.º de setembro, em Sergipe, e as nove mais recentes, na segunda e terça-feira passadas. Foram os casos das sondagens feitas justamente em alguns dos maiores colégios eleitorais: São Paulo, Minas, Rio, Bahia, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Ceará – além de Santa Catarina e Distrito Federal.

Projeções. A planilha permite fazer projeções para o 2.º turno. Se a disputa se confirmar entre Dilma e Marina, quem terá mais chances de ser eleita? Isso vai depender, basicamente, de dois fatores: a vantagem que uma colocar sobre a outra no 1.º turno e o quanto cada uma vai converter de votos de Aécio.

No cenário atual, com Dilma abrindo 11 milhões de votos sobre Marina em 5 de outubro, a candidata do PSB precisaria converter mais de 70% dos apoiadores do tucano em eleitores seus no 2.º turno e torcer para que a petista não transforme mais do que 15% de quem votou em Aécio em neodilmistas no turno final. É mais do que Marina conseguiria hoje.

Segundo a pesquisa nacional do Ibope divulgada na terça-feira, Marina está convertendo 51% dos eleitores tucanos em seus eleitores na simulação de segundo turno contra Dilma. Pior para ela, essa taxa vem caindo nas últimas semanas: chegou a ser de 66% no começo de setembro. Dez dos 15 pontos que Marina perdeu migraram para o contingente de quem pretende anular ou votar em branco, e o resto tornou-se indeciso.

Já a taxa de conversão de Dilma tem se mantido constante. Desde o fim de agosto, a presidente tem conseguido converter de 15% a 18% de quem prefere Aécio no 1.º turno em eleitores que votariam nela no turno final contra Marina. Ou seja: quanto maior for a vantagem que a presidente abrir sobre a rival em 5 de outubro, mais difícil será para Marina virar 21 dias depois.

26/09/2014 Posted by | Política | , , , , , | Deixe um comentário

Aécio já é o segundo colocado em Santa Catarina

Pesquisa Ibope aponta que Dilma (PT) tem 36% das intenções de voto, Aécio Neves (PSDB) tem 25%, e Marina Silva (PSB) tem 19%.

Eleições 2014

Fonte: G1

Em Santa Catarina, Ibope aponta: Dilma, 36%, Aécio, 25%, e Marina, 19%

Instituto entrevistou eleitores entre os dias 21 e 23 de setembro.

Margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (24) aponta que Dilma (PT) tem 36% das intenções de votoAécio Neves (PSDB) tem 25%, e Marina Silva (PSB) tem 19% entre os eleitores de Santa Catarina na disputa pela Presidência da República.

Pastor Everaldo (PSC) aparece com 2%, Eduardo Jorge (PV) e  Luciana Genro (PSOL) aparecem com 1% cada. Brancos e nulos somam 4% e não sabem ou não responderam, 12%. Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iazi (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não alcançaram 1%.

Veja os números do Ibope para pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada aos entrevistados) apenas no estado de Santa Catarina:

Dilma (PT): 36%

Aécio Neves (PSDB): 25%

Marina Silva (PSB):  19%

Pastor Everaldo (PSC): 2%

Eduardo Jorge (PV): 1%

Luciana Genro (PSOL): 1%

Outros com menos de 1%: 1%

Brancos e nulos: 4%

Não sabe ou não respondeu: 12%

No levantamento anterior, entre 14 e 16 de setembro, Dilma tinha 37%, Marina 24% e Aécio 20%. A pesquisa foi encomendada pelo Grupo RBS.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21  e 23 de setembro. Foram entrevistados 1008 eleitores em 54 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) sob o número SC-00027/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00765/2014.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (24) aponta que Dilma (PT) tem 36% das intenções de votoAécio Neves (PSDB) tem 25%, e Marina Silva (PSB) tem 19% entre os eleitores de Santa Catarina na disputa pela Presidência da República.

Pastor Everaldo (PSC) aparece com 2%, Eduardo Jorge (PV) e  Luciana Genro (PSOL) aparecem com 1% cada. Brancos e nulos somam 4% e não sabem ou não responderam, 12%. Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iazi (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não alcançaram 1%.

Veja os números do Ibope para pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada aos entrevistados) apenas no estado de Santa Catarina:  

Dilma (PT): 36%

Aécio Neves (PSDB): 25%

Marina Silva (PSB):  19%

Pastor Everaldo (PSC): 2%

Eduardo Jorge (PV): 1%

Luciana Genro (PSOL): 1%

Outros com menos de 1%: 1%

Brancos e nulos: 4%

Não sabe ou não respondeu: 12%

No levantamento anterior, entre 14 e 16 de setembro, Dilma tinha 37%, Marina 24% e Aécio 20%. A pesquisa foi encomendada pelo Grupo RBS.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21  e 23 de setembro. Foram entrevistados 1008 eleitores em 54 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) sob o número SC-00027/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00765/2014.

25/09/2014 Posted by | AÉCIO NEVES,  AÉCIO NEVES: LÍDER DA OPOSIÇÃO,  AÉCIO OPOSIÇÃO,  ELEIÇÕES 2014 | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

PSDB vai reforçar campanha de Pimenta no interior de Minas

Anastasia e Dinis Pinheiro serão responsáveis por divulgar e reforçar a imagem do candidato ao governo de Minas, Pimenta da Veiga.

Eleições 2014

Fonte: Hoje em Dia

PSDB intensificará campanha no interior de Minas

Patrícia Scofield

A menos de 20 dias para as eleições, a última tentativa do comando da campanha dePimenta da Veiga (PSDB) para reverter o segundo lugar na disputa pelo governo estadual será dividir as forças das principais lideranças em viagens pelo interior de Minas. O ex-governador Antonio Anastasia (PSDB) ficará incumbido de sair da Região Metropolitana com Pimenta para pedir votos e divulgar o nome do escolhido do presidenciável Aécio Neves (PSDB), e caberá ao candidato a vice, Dinis Pinheiro (PP), reforçar a imagem do ex-ministro de FHC nas cidades limítrofes a Belo Horizonte.

Outra estratégia, já para o programa eleitoral gratuito na TV, será mostrar pesquisas internas que mostram uma diferença de 9 pontos entre Pimenta e o candidato do PT, Fernando Pimentel.

O próprio Aécio estará em Minas por pelo menos duas vezes até a próxima semana, sendo uma delas no Vale do Aço, no próximo sábado. Como já publicado pelo Hoje em Dia, o senador focará suas atenções em Minas e em São Paulo, para não perder espaço em seu partido para 2018.

Aécio vai estar em algumas agendas, volta na semana que vem ao estado e tem a estratégia no interior também, para dividir as forças, cada um fazendo suas viagens. Dinis Pinheiro não está divulgando, mas ele está trabalhando muito na Região Metropolitana, já fez muitas viagens”, disse um interlocutor próximo ao comando da campanha de Pimenta da Veiga.

PESQUISA INTERNA

De acordo com um dos coordenadores da campanha do ex-ministro de FHC, deputado federal Nárcio Rodrigues (PSDB), uma de suas missões para reanimar a disputa de Pimenta aoPalácio Tiradentes será combater “pesquisas mentirosas” de intenção de voto.

Na última terça-feira, o Ibope divulgou que o tucano permanece com os 23% das intenções de voto, sem ter crescido sequer um ponto desde a última pesquisa do mesmo instituto, no dia 26 de agosto, desempenho negado pelo partido. No Datafolha de 11 de setembro, o último do levantamento desse instituto sobre a corrida estadual, a diferença de intenções de voto entre o petista e Pimenta foi de 11 pontos percentuais.

“Jamais o resultado vai ser assim, com uma distorção desse tamanho. Vamos levantar a realidade, porque o Ibope é campeão em ‘artificializar’ o resultado. Vamos mostrar, nos próximos dias, que temos pesquisas internas com 8 ou 9 pontos entre Pimenta e Pimentel e pontuar que o candidato do PT não é o dono dos votos de Minas”, comentou.

Nessa quarta-feira (17), Pimenta não teve agenda de campanha e, segundo sua assessoria, ele gravou programa eleitoral.

Carreata na Zona da Mata 

Pimenta da Veiga (PSDB) e Antonio Anastasia (PSDB) seguem para Ubá e Manhuaçu, na Zona da Mata, nesta quinta, onde farão carreata.

Na sexta-feita, o candidato ao Senado cumpre agenda em outras seis cidades, enquanto o postulante ao governo volta a BH para gravar programa eleitoral para a TV e para o rádio, além de acompanhar o presidenciável Aécio Neves durante agenda em Venda Nova, na capital.

No sábado, a previsão é de uma carreta nas cidades de Ipatinga, Timóteo e Coronel Fabriciano, com o candidato ao Planalto, no Vale do Aço, para ouvir as demandas da região e também gravar imagens para a televisão.

18/09/2014 Posted by | AECIO,  AÉCIO NEVES,  ANASTASIA,  ANTONIO ANASTASIA,  ELEIÇÕES 2014 | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aécio sobe em todos cenários, confirma Ibope

Pesquisa Ibope divulgada nessa terça-feira confirmou a chegada da “Onda da Razão” na campanha eleitoral para a Presidência da República.

Eleições 2014

Fonte: Jogo do Poder

Leia também:

Ibope: PSDB acredita na ‘onda da razão’

Ibope: Aécio sobe 4 pontos, Dilma e Marina começam a cair

Ibope confirma Onda da Razão e Aécio sobe em todos cenários

Pesquisa divulgada pela TV Globo e o jornal O Estado de S.Paulo mostra que Aécio avança quatro pontos no primeiro turno. Candidato também cresce no segundo turno

Pesquisa Ibope divulgada nessa terça-feira (16/09) confirmou a chegada da “Onda da Razão” na campanha eleitoral para a Presidência da República, com o crescimento das intenções de voto no candidato da Coligação Muda BrasilAécio Neves, em todos os cenários analisados de primeiro e segundo turnos.

Aécio subiu quatro pontos percentuais, de 15% para 19%, num intervalo de apenas quatro dias entre as pesquisas divulgadas pelo instituto. As candidatas do PTDilma Rousseff, e do PSB, Marina Silva, caíram nas intenções de voto.

Aécio reafirmou confiar na vitória e destacou que, neste momento da campanha, a população passa a prestar mais atenção ao que é defendido por cada candidato.

“É uma demonstração clara de que chegou a Onda da Razão. Os eleitores começaram a prestar mais atenção às propostas dos candidatos e ver quem tem melhores ideias para o Brasil, sem improviso ou um modelo que fracassou. Tenho convocação de que estarei no segundo turno e vencerei a eleição. Vamos usar a emoção para a Onda da Razão”, disseAécio.

Segundo turno

No levantamento de segundo turnoAécio também cresceu quatro pontos e agora aparece com 37% da preferência do eleitorado. Na simulação de segundo turno contra Marina SilvaAécio avançou 3 pontos, para 30%. A exemplo do que aconteceu no primeiro turno, as duas candidatas também caíram nas intenções de voto.

A pesquisa também mostrou que Aécio melhorou o desempenho em todas as regiões do Brasil. No Sul, ele aparece com 23%, situação de empate técnico com a candidata Marina Silva.

Ibope ouviu 3.010 pessoas entre os dias 13 e 15 de setembro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

17/09/2014 Posted by | Política | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ibope: Aécio sobe e tem 22% das intenções de voto

Ibope: Dilma ficou com 38% das intenções de voto, o senador Aécio Neves (PSDB) com 22% e o ex-governador Eduardo Campos (PSB) com 13%.

Eleições 2014

Fonte: O Globo

IBOPE: Dilma oscila dois pontos e tem 38% dos votos; Aécio 22% e Campos 13%

Pesquisa encomendada por entidades de vereadores de São Paulo indica crescimento dos adversários da presidente, mas dentro da margem de erro

Uma pesquisa feita pelo Instituto Ibope a pedido da União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvesp) foi divulgada nesta terça-feira e mostra a presidente Dilma Rousseff com 38% das intenções de voto, o senador Aécio Neves (PSDB) com 22% e o ex-governador Eduardo Campos (PSB) com 13%. Dilma oscilou dois pontos percentuais para menos em comparação ao levantamento anterior do Ibope, realizado em maio. Aécio e Campos oscilaram dois pontos para mais.

O dado inédito que a pesquisa traz é o peso do apoio dos vices para as candidaturas. A situação de Dilma e Aécio pouco muda, segundo o levantamento. No caso do tucano, que ainda não definiu o vice, três nomes foram testados – o senador Aloysio Nunes Ferreira, o ex-senador Tasso Jereissati e o ex-governador José Serra.

Já Campos, quando o nome da vice Marina Silva é citado, vê sua intenção de voto subir para 17%, quatro pontos a mais do que na sondagem sem a ex-senadora.

Os votos brancos e nulos passaram de 24% em maio para 20% na pesquisa divulgada nesta noite.

No segundo turno, Dilma continua vencendo, mas com uma vantagem menor. No cenário com Aécio, ela teria 42% e ele 33%. Em maio, eram 43% a 24%.

Com Campos, ela aparece com 41% e ele 30%. Na sondagem anterior, eram 42% a 22%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 4 e 7 deste mês com 2.002 entrevistados no país. A margem de erro é de dois pontos percentuais. Ela custou R$ 202 mil. Segundo o presidente da Uvesp, Sebastião Misiara, o valor foi pago integralmente pela entidade.

– Os vereadores precisam ter protagonismo no debate político nacional. Por isso encomendamos a pesquisa – disse ele, que negou ter filiação partidária no momento.

CAMPOS: ‘ESTAMOS NO CAMINHO CERTO’

O ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos comentou nesta terça-feira o resultado da última pesquisa. Ele disse não ter dúvidas de que ganhará a eleição.

– Nós estamos muito tranquilos, confiantes que estamos no caminho certo. O caminho é discutir o programa e apresentar essa união aos brasileiros, mostrar que tem uma opção nova, diferente, que vai fazer de um novo jeito, que vai pegar essa energia que está no seio da sociedade brasileira, ali latente de quem quer ver coisa séria, coisa renovadora, quer ver exatamente o Brasil ser entregue a um novo tempo na vida pública brasileira – declarou.

11/06/2014 Posted by | Política | , , , , , , , | Deixe um comentário

Aécio comenta crescimento nas pesquisas de intenções de voto

Aécio diz que sentimento de mudança começa a chegar em toda as classes. Segundo o senador, o eleitor quer que Brasil viva novo momento.

Eleições 2014

Fonte: Jogo do Poder

Entrevista do presidente do PSDB, senador Aécio Neves

Assuntos: pesquisa Ibope; manifestações da copa, alianças no Rio

Sobre crescimento em faixas diferenciadas de renda na pesquisa Ibope

A minha percepção é que esse sentimento de mudança que existe hoje no Brasil é crescente, e ele começa a chegar a todas as classes sociais, a todas as regiões do país. Não é algo apenas de um segmento da sociedade brasileira. A razão do nosso crescimento, e o que é mais importante, é um crescimento que se cristaliza em todas as classes sociais, é a demonstração de que o sentimento de mudança é crescente. E esse é o dado mais relevante.

Mais do que o grande aumento de intenção de votos em torno do nosso nome, é esse sentimento consolidado de que o Brasil precisa viver um novo momento. E isso não é na parcela de cima da pirâmide, como alguns gostam de dizer, ele permeia já todas as camadas da sociedade. E esse é o fator, a meu ver, mais relevante e que as próximas pesquisas devem confirmar.

Estou muito feliz, acho que é uma demonstração de que a nossa proposta, a nossa exposição tem, de alguma forma, inspirado setores da sociedade. Vamos continuar trabalhando.

Sobre mudanças e segundo turno apontado na pesquisa Ibope

As mudanças profundas, aquelas que esperamos, vão vir no momento do debate, no momento do confronto de ideias, no momento que mostrarmos um governo que fracassou na condução da economia, fracassou na gestão do Estado, fracassou na condução das políticas sociais. Essas são as marcas, a meu ver, mais claras desse governo. A pesquisa é muito positiva para o conjunto das oposições, aponta de forma sólida para a realização de um segundo turno e espero poder estar lá.

Greves e manifestações preocupam, tendem a ser agravar até a Copa?

É uma preocupação de todos nós. Sempre disse que as manifestações reivindicatóriasmanifestações de segmentos da sociedade, devem ser respeitadas. Inclusive, nossas forças de segurança devem estar preparadas para isso. As manifestações, desde que como expressão de vontade pacífica da sociedade, são absolutamente legítimas e temos que aprender a conviver com isso na democracia. O que temos que diferenciar, e aí, que em defesa da própria sociedade, agir, é quando começa a haver crimes a partir dessas manifestações. Depredação de patrimônio, atentados contra a vida e até mesmo dificuldade no ir e vir das pessoas, que deve ser também garantido.

O esforço das autoridades é, de um lado, garantir e respeitar manifestações pacíficas, mas, também, por outro lado, impedir que elas se transformem em atentados, em movimentos violentos, porque a maior vítima da violência nas manifestações são os próximos manifestantes, que têm causas legítimas e justas a defender. Essas são principais vítimas.

Sobre a possibilidade de paralisação de categorias na Copa

Vamos aguardar o que vai acontecer. O que vejo é que inúmeras demandas que foram apresentadas em junho do ano passado, nenhuma delas foi atendida pelo governo. Seja na melhoria da qualidade do transporte, seja na melhoria da saúde, seja na inibição da corrupção, ao contrário, estamos vendo aí na Petrobras e tantos outros causando indignação à sociedade brasileira. O governo respondeu muito pouco. Mas espero que as manifestações que eventualmente venham a ocorrer ocorram dentro da ordem, ocorram de forma pacífica. Essas têm de ser respeitadas e os governantes, não apenas a presidente da República, todos eles, em todos os níveis, têm de conviver com elas.

Sobre alianças no Rio de Janeiro

Acho que a política é uma arte de administrar o tempo. As coisas estão caminhando naturalmente. As manifestações que tenho recebido espontâneas de apoio no Rio, políticas, de partidos como aqui do Solidariedade, do Pedro Fernandes, partidos como o próprio PMDB, partidos que estão hoje na base de sustentação do governo, como o PSD, o PP do senador Dornelles, isso me estimula muito.

Devemos ter, inclusive, no início de junho, um grande momento, um grande movimento de junção dessas forças que nos apoiam, independentemente da candidatura a governador. Isso me dá uma base muito sólida no Rio. E minha identidade com o Rio, até a minha familiaridade com os problemas do Rio, isso tudo vai facilitar no momento em que tivermos espaço para defendermos aquilo que acreditamos.

Plano de Governo: UPPs

Defendemos o fortalecimento das parcerias, por exemplo, com as UPPs, que acho que foi um grande ganho para a comunidade carioca, e gostaria de coisas parecidas em outras partes do Brasil. Talvez seja a primeira vez que esteja falando sobre isso, mas vamos falar de forma muito clara que no nosso governo vai haver, sim, apoio, solidariedade e estratégia para consolidarmos as UPPs na sua segunda etapa, que é levar também a essa comunidades desenvolvimento social. Levar, a essas comunidades, serviços públicos de qualidade. Essa é a segunda etapa que vai consolidar as UPPs. E quero poder, no futuro, ser um parceiro, qualquer que seja o governador do Rio, qualquer que seja o governador de outras metrópoles que tenham populações nessas regiões, para que esse modelo possa ser ampliado e consolidado. A segunda etapa, a meu ver, é essa. Serviços públicos de boa qualidade e avanços sociais como educaçãosaúde.

O governo federal poderia ser um parceiro nas UPPS?

Acho que pode ser um parceiro ainda mais vigoroso na consolidação das UPPs, que é um avanço inquestionável.

23/05/2014 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário

Eleições 2014: Ibope revela 50% de indecisos

2014: A um ano da eleição para presidente da República, cerca de metade dos brasileiros não tem certeza de em qual candidato votaria.

2014: Marina no páreo muda panorama

Fonte: O Estado de S.Paulo

Incerteza ainda atinge metade dos eleitores

A presença ou não de Marina Silva na corrida sucessória de 2014 afeta mais as especulações sobre a eleição do que o processo eleitoral em si. Para grande parte dos brasileiros, a sucessão presidencial só será uma questão a tomar-lhes o tempo quando a campanha chegar à TV, daqui a dez meses. Até lá, é um problema imposto apenas àqueles que são abordados pelos pesquisadores.

A um ano da eleição para presidente da República, cerca de metade dos brasileiros não tem certeza de em qual candidato votaria. Confrontados pelo Ibope com os nomes dos principais presidenciáveis, 47% dos eleitores não puderam declarar ao certo se votariam em algum deles. A saber: Dilma RousseffAécio NevesMarina SilvaEduardo Campos e José Serra.

Outros 7% disseram que votariam “com certeza” em mais de um desses nomes – o que é um outro sinal de quão certa é sua intenção de voto. Sobram assim apenas 46% de eleitores que declaram estar fechado com apenas um candidato. Mas a taxa é ainda menor.

Descontem-se os 3% que votariam com certeza apenas em Serra (que, ao ficar no PSDB, abre mão de disputar a Presidência – salvo se Aécio não puder concorrer) e restam 43% de eleitores certos de que votariam em apenas um dos presidenciáveis.

Deles, 29% declaram certeza de votar só em Dilma, 7% em Marina, 5% em Aécio e 1% em Eduardo. Qual a garantia de que é isso que vai de fato acontecer, daqui a um ano? Nenhuma.

Em 2009, também a um ano da eleição presidencial que elegeria Dilma, era Serra quem mais tinha eleitores certos: 15%. Apenas 10% tinham certeza de votar na petista. Outros 10% estavam certos de que votariam em Ciro Gomes, que nem foi candidato.

Com ou sem Marina no páreo, muitas certezas vão se diluir e se transformar até a hora de o eleitor digitar o número de seu candidato na urna.

10/10/2013 Posted by | Política | , , , , , , | Deixe um comentário

Eleições 2014: Ibope revela 50% de indecisos

2014: A um ano da eleição para presidente da República, cerca de metade dos brasileiros não tem certeza de em qual candidato votaria.

2014: Marina no páreo muda panorama

Fonte: O Estado de S.Paulo

Incerteza ainda atinge metade dos eleitores

A presença ou não de Marina Silva na corrida sucessória de 2014 afeta mais as especulações sobre a eleição do que o processo eleitoral em si. Para grande parte dos brasileiros, a sucessão presidencial só será uma questão a tomar-lhes o tempo quando a campanha chegar à TV, daqui a dez meses. Até lá, é um problema imposto apenas àqueles que são abordados pelos pesquisadores.

A um ano da eleição para presidente da República, cerca de metade dos brasileiros não tem certeza de em qual candidato votaria. Confrontados pelo Ibope com os nomes dos principais presidenciáveis, 47% dos eleitores não puderam declarar ao certo se votariam em algum deles. A saber: Dilma RousseffAécio NevesMarina SilvaEduardo Campos e José Serra.

Outros 7% disseram que votariam “com certeza” em mais de um desses nomes – o que é um outro sinal de quão certa é sua intenção de voto. Sobram assim apenas 46% de eleitores que declaram estar fechado com apenas um candidato. Mas a taxa é ainda menor.

Descontem-se os 3% que votariam com certeza apenas em Serra (que, ao ficar no PSDB, abre mão de disputar a Presidência – salvo se Aécio não puder concorrer) e restam 43% de eleitores certos de que votariam em apenas um dos presidenciáveis.

Deles, 29% declaram certeza de votar só em Dilma, 7% em Marina, 5% em Aécio e 1% em Eduardo. Qual a garantia de que é isso que vai de fato acontecer, daqui a um ano? Nenhuma.

Em 2009, também a um ano da eleição presidencial que elegeria Dilma, era Serra quem mais tinha eleitores certos: 15%. Apenas 10% tinham certeza de votar na petista. Outros 10% estavam certos de que votariam em Ciro Gomes, que nem foi candidato.

Com ou sem Marina no páreo, muitas certezas vão se diluir e se transformar até a hora de o eleitor digitar o número de seu candidato na urna.

10/10/2013 Posted by | Política | , , , , , , | Deixe um comentário

Datafolha mostra crescimento de Antonio Anastasia, que passa Hélio Costa; instituto confirma Ibope do início da semana

Anastasia cresce e passa Costa em Minas

Fonte: Evandro Spinelli – Folha de S.  Paulo

Governador tucano cresceu 4 pontos nas intenções de voto, mas disputa com peemedebista continua indefinida

Desde julho, candidato de Aécio Neves (PSDB) já ganhou 22 pontos; índice de indecisos (14%) ainda é grande

Antonio Anastasia (PSDB) voltou a crescer nas intenções de voto para o governo de Minas Gerais, passou numericamente Hélio Costa (PMDB) pela primeira vez, mas a disputa no Estado continua indefinida, segundo pesquisa Datafolha.

Anastasia, atual governador e candidato apoiado por Aécio Neves (PSDB), passou de 36% para 40%. Ele está tecnicamente empatado com Costa, senador e ex-ministro das Comunicações, que oscilou de 39% para 37%.

A margem de erro máxima da pesquisa é de dois percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi feito na segunda e terça-feira desta semana com 1.837 eleitores de 83 municípios.
Anastasia cresceu 22 pontos desde julho. O candidato tucano ao governo era vice-governador e assumiu a titularidade em abril após a renúncia de Aécio, seu padrinho político, para disputar uma cadeira no Senado.

De acordo com o Datafolha, se a eleição fosse hoje Anastasia terminaria com 50% dos votos válidos, em situação de empate técnico com Costa, que atinge 46%.
Ou seja, não é possível atestar que a eleição terminaria no primeiro turno. Mesmo tendo apenas dois candidatos competitivos, a soma dos votos dos candidatos “nanicos” pode levar a eleição para o segundo turno.

Em um eventual segundo turno, Anastasia teria 45% dos votos contra 42% de Hélio Costa. Mais uma vez, empate técnico.
Para projetar os votos válidos, o Datafolha distribui os indecisos, nulos e brancos proporcionalmente à intenção de voto de cada candidato. Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha, lembra, no entanto, que ainda há um percentual grande de indecisos no Estado: 14%.

Vanessa Portugal (PSTU), Adilson Rosa (PCO), Fabinho (PCB), Professor Luiz Carlos (PSOL) e Zé Fernando Aparecido (PV) aparecem com 1% das intenções de voto. Edilson Nascimento (PT do B) não atingiu 1%.

Votariam nulo 3% e 1% pretendem votar em branco.

O tucano tem melhor desempenho na região metropolitana de Belo Horizonte, onde tem 46% das intenções de voto contra 34% de Costa. No interior, os dois estão empatados em 38%.A menos de 20 dias do primeiro turno, somente 21% dos eleitores sabem o número de seu candidato ou sobre como votar nulo ou branco.

Os eleitores de Anastasia são mais bem informados: 30% sabem o número de seu candidato e 68% não conhecem. Entre os eleitores de Hélio Costa, 14% disseram o número correto e 82% não souberam responder.

17/09/2010 Posted by | politica | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário