Minas Sustentável

Meio Ambiente, cidades sustentáveis

Pimenta da Veiga quer ampliar dotação do Fundo Mineiro do Café

Caravana 45 esteve em Varginha, onde os candidatos receberam apoio de produtores locais, prejudicados pelo descaso do governo do PT.

Eleições 2014

Fonte: Pimenta 45

Ao lado de Aécio Neves, Pimenta da Veiga afirma que vai dobrar dotação do Fundo Mineiro do Café

O candidato a governador Pimenta da Veiga e o candidato à Presidência da República Aécio Neves estiveram, neste sábado, no Sul de Minas Gerais, onde apresentaram propostas ousadas para impulsionar o agronegócio mineiro. Em encontro realizado na sede da Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Varginha, Aécio e Pimenta ouviram pleitos de produtores locais, que criticaram o descaso do governo federal do PT com o setor. Pimenta da Veiga afirmou que, se eleito, vai dobrar a dotação do Fundo Mineiro do Café.

“O café que é uma riqueza fundamental de Minas. Nós queremos muito desenvolver um plano que a curto prazo possa melhorar a tecnologia do plantio do café, que traga avanços significativos para a produtividade. Queremos também cuidar da parte de crédito e da política de comercialização. A longo prazo, é possível fazer um grande projeto para o beneficiamento do café aqui e ampliação do mercado de café solúvel brasileiro”, afirmou. Para Pimenta da Veiga, essas iniciativas exigirão uma grande união de esforços.

“Quanto ao Fundo Mineiro do Café, que tem uma dotação de R$ 100 milhões, eu quero, no primeiro ano de governo, fazer com que essa dotação esteja disponível e, ao longo do mandato, meu projeto é dobrar a dotação, porque isso poderá ser uma contribuição decisiva para que o café consiga o equilíbrio que precisa ter para o produtor. Tenho a certeza de que nós, no Governo de Minas, e Aécio Neves na Presidência da República, juntos, conseguiremos atingir a esses objetivos”, completou Pimenta.

Aécio Neves também destacou a importância do setor. Ao receber dos produtores locais uma carta de reivindicações, o presidenciável assegurou a criação de um plano nacional de fortalecimento do agronegócio. “Não existe nenhuma outra cultura onde a importância econômica possa se equivaler à importância social, como o café. Costuma-se dizer aqui que café no pé é sapato no pé, exatamente porque se o café vai bem, as pessoas vão bem e o Brasil não tem uma política séria, de médio e longo prazo, para o café”, explicou.

Segundo Aécio, seu grande esforço será assegurar o beneficiamento do café em solo brasileiro. “Eu conduzirei isso como presidente da República, como fiz inclusive quando era presidente da Câmara – última grande intervenção, que nos garantiu um planejamento para o setor, com preços, com garantias. Eu conduzirei essa política que estimule o produtor, que traga para o nosso país investimentos que permitam a industrialização e, portanto, a agregação de valor ao nosso café”, destacou, sendo aplaudido pelos produtores presentes.

O presidente do Centro de Comércio do Café, Archimedes Coli Neto, reafirmou seu apoio em Pimenta e Aécio, além de fazer duras críticas ao PT. “Em nome de todos os produtores de café eu quero dizer que não houve sequer uma política séria do governo do PT para o setor. O PT virou as costas para os produtores. Do solo de Minas vem a força do agronegócio brasileiro. E é de Minas, do povo de Minas, que virá a força que vai levar Pimenta da Veiga ao Governo do Estado e Aécio Neves à Presidência”, afirmou.

Minas concentra 50% da produção nacional de café e 54,2% da área cultivada no país, ou 1,2 milhão de hectares. O café tem como característica a bianualidade, ou seja, um ano a produção é alta e no outro, baixa. Em 2013, a produção nacional de café foi de 49,2 milhões de sacas. Em Minas, a produção foi de 27,6 milhões de sacas, ou, 56% do total. Em Minas, a estimativa para a safra 2013/2014 é de 22,62 milhões de sacas, que equivale a 50,1% do cafébrasileiro. O Sul de Minas é principal região produtora de café do Estado.

O Fundo Estadual de Café foi instituído em dezembro de 2012, por meio de decreto assinado pelo então governador e atual candidato a senador Antonio Anastasia. O fundo disponibiliza recursos do Tesouro Estadual, contribuindo para o desenvolvimento da cadeia produtiva docafé. O fundo conta com recursos reembolsáveis, para projetos individuais, e não reembolsáveis, para projetos de interesse coletivo. Além de verbas do Governo de Minas, o fundo conta com recursos do Crédito Presumido do Café, o ICMS presumido.

Caravana 45

Pimenta da Veiga e Aécio Neves desembarcaram em Varginha no início da tarde, levando a caravana 45. Eles foram recebidos no aeroporto da cidade por centenas de moradores e de lideranças políticas. De lá, seguiram para a sede da Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Varginha, onde conversaram com produtores locais. Ao lado de lideranças comunitárias, Pimenta e Aécio receberam inúmeras manifestações de carinho e apoio. Mais de 400 pessoas participaram do encontro, incluindo prefeitos e vereadores da região.

O prefeito de Varginha, Antônio Silva (PTB), convocou a todos para “arregaçar as mangas” nesta reta final de campanha. “Estamos diante da oportunidade de resgatar os valores morais que foram tão degradados pelo governo petista. Temos a oportunidade de levar os nossos jovens a recuperar as esperanças. Voltamos nosso olhar para MinasMinas não quer o PT. Vamos arregaçar as mangas. Temos a oportunidade de levar adiante esse governo eficiente e ético, com Pimenta e Aécio, para que Minas continue a avançar no caminho do desenvolvimento e das conquistas sociais”, afirmou.

Já Aécio Neves disse que o momento é de levar para urnas o sentimento das ruas. “Aqui emMinas Gerais a eleição de Pimenta da Veiga é absolutamente fundamental para o projeto de desenvolvimento econômico e social de Minas. Eu serei um grande parceiro, como presidente da República, de Pimenta da Veiga, para que, juntos, possamos fazer com que as promessas do governo federal, sucessivamente adiadas ao longo dos últimos 12 anos, possam se transformar em benefícios que melhorem a vida dos mineiros”, concluiu.

Anúncios

01/10/2014 Posted by | AÉCIO NEVES, Agricultura,  AÉCIO NEVES 2014,  AÉCIO PROPOSTAS,  AECIO: PRESIDENTE 2014,  ANASTASIA,  ANTONIO ANASTASIA,  DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO,  ELEIÇÕES 2014,  GOVERNO DE MINAS,  INFRAESTRUTURA,  MINAS GERAIS,  POLÍTICA,  SOCIAL, Desenvolvimento Social | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pimentel se ausenta de debate promovido pela RedeTV

Pimenta da Veiga: “Estão circulando muitas denúncias contra ele (Pimentel). Não sei se está tentando se defender das denúncias”.

Eleições Minas Gerais

Fonte: Pimenta 45

Em debate na RedeTV, Pimenta da Veiga comprova que é o melhor para governar Minas Gerais

Pimenta questiona se ausência de candidato petista foi motivada pelas denúncias que fazem de Pimentel réu em cinco ações por corrupção

O candidato a governador pela Coligação Todos por MinasPimenta da Veiga, foi o grande vencedor do debate promovido na noite deste domingo (21/09) pela RedeTV em parceria com o portal iG. Pimenta demonstrou que é o candidato mais capacitado para governar o Estado – com foco no desenvolvimento socioeconômico de Minas e em melhorias na qualidade de vida do cidadão mineiro – e para ampliar os avanços conquistados nos últimos anos.

Pimenta da Veiga lamentou a ausência do candidato do PTFernando Pimentel, afirmando que o debate democrático é de fundamental importância para esclarecer o eleitor sobre as propostas de cada candidatura. “Estão circulando muitas denúncias contra ele. Não sei se está tentando se defender das denúncias. Vamos ver se ele vai participar de algum ato público amanhã (segunda-feira). Se participar, é sinal de que estava com receio de comparecer a este debate”, desafiou Pimenta.

A edição deste fim de semana da revista “Isto É” mostrou que o petista é acusado de desviar R$ 5 milhões dos cofres da Prefeitura de Belo Horizonte, em 2004, quando foi prefeito. Além disso, segundo o Portal Transparência Brasil, Pimentel é um dos candidatos a cargo majoritário com o maior número de ações judiciais no país. Ele é réu em cinco processos na Justiça por corrupção no exercício de função pública. A tribuna que seria usada por Fernando Pimentel permaneceu vazia, no palco, durante todo o evento.

O debate foi marcado pelo bom desempenho de Pimenta da Veiga. Ele reafirmou seus compromissos com as áreas consideradas prioritárias – infraestrutura, saúde, educação e segurança. Pimenta lembrou que o ensino fundamental de Minas é o melhor do país, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), elaborado e divulgado pelo Ministério da Educação. Destacou ainda que Minas é o Estado que mais investe em segurança pública, proporcionalmente ao orçamento. Nos últimos anos, foram investidos R$ 43 bilhões na segurança dos mineiros. O candidato também lembrou que o próprio Ministério da Saúde atestou que Minas possui o melhor sistema de saúde pública da região Sudeste.

Em suas considerações finais, Pimenta afirmou que no dia 5 de outubro o eleitor terá que se decidir entre dois modelos de governo: “Ou nós vamos continuar em Minas a transformação iniciada há 12 anos, em que não se apontou um escândalo. Fizemos um governo austero e que fez muito, asfaltou milhares de quilômetros, cuidou bem da saúde, da educação, da segurança pública, e o jeito PT de governar, este que é um escândalo atrás do outro. Agora até os índices do IBGE estão sendo modificados. É grave, é muito grave”.

O debate foi apresentado pela jornalista Amanda Klein e contou com a participação dos jornalistas Rodrigo Cabral, Rodrigo de Almeida e Carla Kreefft.Realizado no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte, o evento foi acompanhado ao vivo pela TV e internet.

23/09/2014 Posted by |  ELEIÇÕES 2014,  GOVERNO DE MINAS,  SAÚDE, CORRUPÇÃO | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pimenta garante conclusão de hospitais regionais

O tucano afirmou que, se eleito, vai finalizar obras para implantação de hospitais do Governo de Minas na Zona da Mata.

Eleições 2014

Fonte: Estado de Minas

Pimenta promete hospitais

Candidato do PSDB pretende ampliar rede no interior de Minas para facilitar acesso à saúde

O candidato do PSDB ao governo de MinasPimenta da Veiga, prometeu ontem investimentos na área da saúde durante campanha em Manhuaçu, na Zona da Mata. O tucano afirmou que, se eleito, vai finalizar obras para implantação de hospitais que já foram iniciadas pelo Executivo estadual  ou que estejam em fase de projeto. Na área de segurança, Pimenta disse que pretende aumentar o policiamento em Minas Gerais. “Para deixar claro que nós não convivemos com a bandidagem”, disse. O candidato esteve na cidade para uma caminhada e carreata, acompanhado do candidato do PSDB ao Senado, Antonio Anastasia, entre outros  aliados.

Segundo Pimenta da Veiga, o objetivo dos investimentos em saúde é evitar que pacientes do interior de Minas Gerais tenham que viajar à capital para fazer tratamentos. “Nós vamos concluir todos os hospitais iniciados. Não apenas os que estão com obras em andamento. Até agora, já estão prontos os hospitais de Pirapora, de Uberaba e de Uberlândia. E outros continuam  em obras, como os de Governador ValadaresTeófilo Otoni, Sete Lagoas, Divinópolis e Juiz de Fora. Nós vamos concluir todos esses, e aqueles que estão ainda em fase de projeto, nós vamos também iniciar a obra e conclui-la. E mais do que isso: nós vamos equipar os hospitais e colocá-los em funcionamento de maneira que nenhum mineiro precise viajar a Belo Horizonte para se tratar, todos possam resolver os problemas de saúde que tenham na sua região, sejam de baixa complexidade, de média ou de alta complexidade”.

Entre os hospitais em que pretende investir, Pimenta da Veiga citou também de Manhuaçu, destacando a importância dele para região. “É fundamental que a saúde aqui esteja no nível de outras cidades próximas e, sobretudo, que (a rede hospitalar) possa atender os pequenos municípios que gravitam em torno de Manhuaçu com um serviço de boa qualidade”, afirmou. O candidato prometeu também fazer o contorno viário da cidade. “É uma antiga reivindicação. Isso está no nosso plano de governo”.

Segurança Ao falar sobre segurança, Pimenta disse que o “governo do PT não toma conta das fronteiras e deixa entrar drogas e armas (no país)”, refirindo-se  à administração da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição. “Mas nós aqui em Minas temos um programa muito vigoroso com a Polícia Militar e a Polícia Civil, e no meu governo eu pretendo aumentar o policiamento ostensivo, para deixar claro que nós não convivemos com a bandidagem. Então, nós vamos ter mais policiamento ostensivo para que o cidadão se sinta mais seguro e o bandido fique com medo”, afirmou o tucano.

23/09/2014 Posted by | ELEIÇÕES 2014, Governo de Minas, SAÚDE | , , , , , , , | Deixe um comentário

Pimenta propõe criação de Núcleo Estratégico para desenvolvimento

Pimenta se reuniu com entidades empresariais e garantiu parceria com o setor produtivo para geração de emprego e renda no estado.

Eleições 2014

Fonte: Pimenta 45

Pimenta da Veiga vai criar núcleo estratégico para nova fase de crescimento econômico em Minas

O candidato a governador pela Coligação Todos por MinasPimenta da Veiga, anunciou nesta segunda-feira (15/09) a criação de um núcleo estratégico, voltado ao desenvolvimento do setor produtivo mineiro, para impulsionar o crescimento econômico do Estado. Durante evento realizado na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), ele explicou que este núcleo vai integrar esforços do poder público, aliado ao setor produtivo mineiro.

“Nós queremos fazer uma parceria com a Fiemg, com a CDL e com o Indi (Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas) para criar um núcleo estratégico para discutir em detalhes os rumos da economia mineira. Mas é evidente que alguns pontos estão claros:Minas é um Estado logístico. Por aqui passa grande parte da produção nacional, vinda do Sul para o Centro-Oeste, para o Norte e para o Nordeste. Minas tem que se prevalecer disso, não pode ser apenas passagem. Vamos fazer disso um ponto positivo”, afirmou.

Ainda segundo Pimenta, este grupo estratégico será criado logo nos primeiros dias de seu governo. O colegiado terá como fundamentos principais diagnosticar detalhadamente todo o setor industrial mineiro e, a partir daí, estabelecer um calendário de planejamento e metas. Este conjunto de ações tem como objetivo consolidar o Estado como polo de inovação. “Para isso, as empresas precisam ter todo o apoio, de modo que a economia mineira dê um grande passo à frente, para criar um polo de inovação que pode ser definitivo no nosso desenvolvimento”, explicou Pimenta da Veiga.

O candidato afirmou, ainda, que o grupo estratégico será norteado por ações de desburocratização da economia. Para Pimenta, os investimentos em educação e logística também contribuirão significativamente para impulsionar o setor. “O desenvolvimento da educação e da infraestrutura vão estimular a nossa economia. Este núcleo vai pensar tudo isso para que venham as indicações do que faremos na questão tributária e nas ações de governo. Nós vamos fazer com que Minas seja conhecida como o Estado da inovação”, disse, sendo aplaudido pelos representantes de entidades empresariais presentes à reunião.

A proposta apresentada por Pimenta da Veiga recebeu elogios do presidente da CDL-BH, Bruno Falci. Segundo o dirigente, a união de esforços entre o poder público e o setor privado é essencial para fortalecer o desenvolvimento do Estado. “Gostei muito da colocação dele, de que temos que trabalhar juntos, isso é fundamental para a economia de Minas Gerais, afinal os grandes números somos nós que representamos. O Governo do Estado não produz, quem produz somos nós empresários. Então, temos que estar muito bem alinhados, como ele mesmo disse”, destacou Bruno Falci.

Fortalecimento da economia

Pimenta se reuniu, nesta tarde, com dirigentes de entidades empresariais, na sede da CDL-BH. No encontro, ele assegurou discutir medidas para fortalecer a produção industrial. “A indústria de transformação tem uma participação maior no ICMS, chega a 40%. Portanto, deve merecer grande atenção do governo. A questão é tributária? É logística, é tecnológica, é de crédito? Tenho uma visão definitiva: Minas não pode perder uma empresa sequer, tem é que trazer muitas empresas. O patamar que a economia de Minas atingiu é muito bom, mas podemos avançar mais e é o que vamos fazer”, destacou.

17/09/2014 Posted by | DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, DESTAQUE, EDUCAÇÃO, ELEIÇÕES 2014, infraestrutura, Minas Gerais | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aécio garante que Pimenta vai conduzir Minas ao desenvolvimento social

Pimenta da Veiga vai conduzir ciclo virtuoso de crescimento e desenvolvimento social em Minas, garante Aécio Neves.

Eleições 2014

Fonte: Pimenta 45

Pimenta da Veiga vai conduzir ciclo de crescimento e desenvolvimento social, garante Aécio

Carreata da vitória reuniu milhares de apoiadores neste sábado em Belo Horizonte; candidatos também fizeram caminhada pelas ruas da cidade

Milhares de pessoas participaram neste sábado (13/09), em Belo Horizonte, da grande carreata da vitória de Pimenta da Veiga ao Governo de MinasAécio Neves para a Presidência e Antonio Anastasia ao Senado. A caravana percorreu a Avenida Afonso Pena, desde a Praça do Papa até a Praça Sete. Por onde passaram, Pimenta, Aécio, Anastasia e o candidato a vice-governador Dinis Pinheiro receberam o carinho de populares, comerciantes e motoristas, que acompanharam a carreata com um buzinaço.

Aécio reafirmou sua convicção na vitória de Pimenta, destacando que o eleitor mineiro vai se decidir pelo caminho que impulsionará o desenvolvimento social do Estado. “Nossa experiência, a nossa competência, a nossa equipe – e aqui estão Anastasia, Pimenta, gente qualificadíssima pelo Brasil afora – está à disposição do Brasil. Nós temos uma seleção nacional para permitir um ciclo virtuoso de crescimento e desenvolvimento social. Quem tem uma seleção escalada e pronta para entrar em campo, não vai querer jogar com um time de segunda divisão”, destacou Aécio.

Pimenta da Veiga também destacou o apoio que vem recebendo em todo o Estado e classificou a carreata realizada neste sábado como “o caminho da vitória”. “Estamos, com esse grande encontro, consolidando a nossa vitória. Eu estou absolutamente tranquilo de que nós vamos ganhar e ganhar bem”, afirmou o candidato, que também participou de caminhadas com Aécio e Anastasia, na Praça do Papa e na Praça Sete, no centro da Capital. “São lindas caminhadas. Este é o início da nossa vitória”, completou Pimenta da Veiga.

Ainda segundo Aécio, a grande inspiração para a vitória emana do povo mineiro. “Estamos iniciando essa caminhada para a reta final da campanha extremamente otimistas, porque chegou a hora da grande virada, chegou a hora da onda da razão e eu tenho convicção de que Pimenta da Veiga e Anastasia vencerão as eleições em Minas Gerais e nós vamos para o segundo turno. Por isso, vamos até o final, buscando inspiração aqui pela Praça do Papa e vamos percorrer Belo Horizonte, dizendo que a virada começa em Minas”, disse.

Carreata da Vitória

Uma multidão tomou a Praça do Papa, no bairro Mangabeiras, em Belo Horizonte, na manhã deste sábado. O local foi ponto de encontro para o início da maior carreata já feita em todo o Estado. Em carro aberto, Pimenta da Veiga, Aécio Neves, Antonio Anastasia e Dinis Pinheiro, sob uma chuva de papel picado, percorreram quase toda Avenida Afonso Pena, uma das principais da capital mineira, acenando e cumprimentando populares.

Do alto dos prédios, moradores e trabalhadores acenavam de suas varandas e janelas, exibindo faixas de apoio. Milhares de pessoas, que acompanharam a caravana, comandaram um bandeiraço e adesivaço, entoando o jingle da campanha. Populares se aproximavam e vários acompanharam, a pé, a carreata. De um trio elétrico, o grupo “Moleques de Aécio”, de Governador Valadares, comandou parte da festa, cantando um funk que fizeram em prol do candidato à Presidência pela Coligação Muda Brasil.

Próximo à Praça Sete, no centro de Belo Horizonte, os candidatos da Coligação Todos por Minas desceram do carro e, junto a milhares de pessoas, caminharam ao lado de populares. Ao lado de dezenas de jovens, os candidatos ergueram e agitaram uma enorme bandeira do Brasil. Aécio e Pimenta foram carregados nos ombros por eleitores, em clima de vitória.

Antecedendo a carreata, os candidatos assinaram o Pacto pela Juventude e pela Igualdade Racial. Representantes do Tucanafro e centenas de jovens aplaudiram a iniciativa e entoaram hinos de apoio aos candidatos que, segundo eles, são os únicos capazes de fazer com que o Brasil e Minas avancem. Para Antonio Anastasia, a parceria com a sociedade mineira é o grande trunfo da Coligação Todos por Minas. “Nossa vitória será a vitória do eleitor e, fundamentalmente, a vitória da ética, da eficiência. Por isso, o mineiro vai com Aécio, Pimenta e comigo”, destacou Anastasia.

16/09/2014 Posted by | AECIO,  AÉCIO NEVES,  ANASTASIA,  ANTONIO ANASTASIA | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pimenta vai fortalecer ações realizadas pelo Igam

Pimenta disse que, para assegurar a preservação dos recursos hídricos mineiros, seu governo vai fortalecer as ações realizadas pelo Igam.

Eleições 2014

Fonte: Pimenta da Veiga 45

Pimenta da Veiga defende parceria para garantir eficiência na gestão das águas

O candidato destacou a importância de ouvir as instituições envolvidas na gestão das águas em busca de soluções.

Candidato se reúne com Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas e propõe fortalecimento do Igam para preservação dos recursos hídricos

O candidato a governador pela Coligação Todos por MinasPimenta da Veiga, se reuniu nesta segunda-feira (08/09) com representantes do Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas, em Belo Horizonte, e se comprometeu a estreitar a parceria com o setor para garantir maior eficiência na gestão das águas no Estado. Pimenta disse que, para assegurar a preservação dos recursos hídricos mineiros, seu governo vai fortalecer as ações desenvolvidas pelo Instituto de Gestão das Águas (Igam).

“Eu quero verdadeiramente prestigiar o Igam, valorizá-lo ainda mais, porque nada é mais importante no Estado hoje, sobretudo em um Estado com as nossas características, do que oInstituto de Gestão das Águas. Isto é essencial já que Minas abriga algumas das principais bacias hidrográficas do país”, afirmou Pimenta. “O que deve ficar como regra é isso que repito com absoluta sinceridade: eu quero adotar os fóruns específicos para discussão dos problemas. Temos que estabelecer parcerias e o confronto de ideias. E é assim que nós vamos andar para a frente”, completou.

Pimenta recebeu do coordenador do Fórum dos Comitês das Bacias Hidrográficas, Hideraldo Buch, e do presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas, Marcus Vinicius Polignano, as principais demandas do setor. O candidato destacou a importância de ouvir as instituições envolvidas na gestão das águas em busca de soluções. “Temos que fazer as coisas de forma participativa. Então, estou certo que nós vamos ter uma boa parceria. Vamos conversar e decidir a cada episódio em conjunto”, disse Pimenta.

Outro foco do governo de Pimenta da Veiga será a expansão do serviço de saneamento básico em Minas Gerais para garantir melhores condições de vida para as pessoas. “Hoje o que se deseja é um respeito integral ao que a natureza fez. Sou absolutamente solidário com a ideia de que precisamos ter o controle da tecnologia para apoiar os nossos prefeitos na questão de gestão das águas e do saneamento básico, sempre com máxima atenção com relação à preservação do meio ambiente”, afirmou Pimenta.

10/09/2014 Posted by |  ELEIÇÕES 2014,  GOVERNO DE MINAS,  MINAS GERAIS, Cultura | , , , , , | Deixe um comentário

PSDB de Minas vai apontar escandâlos de corrupção da Petrobras

O PSDB de Minas Gerais vai explorar na propaganda da TV o caso Petrobras, que o partido tem chamado de “mensalão 2″.

Eleições 2014

Fonte: O Tempo

PSDB de Minas vai usar na TV caso Petrobras contra o PT

A inclusão da delação do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa no programa eleitoral foi anunciada nesta segunda-feira (8) pelo próprio candidato a governador

DA REDAÇÃO

PSDB de Minas Gerais vai explorar na propaganda da TV o caso Petrobras, que o partido tem chamado de “mensalão 2″. A intenção é desgastar o PT o tanto quanto for possível para tentar mudar o panorama da disputa.

A inclusão da delação do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa no programa eleitoral foi anunciada nesta segunda-feira (8) pelo próprio candidato a governador, o tucanoPimenta da Veiga, que está atrás do seu principal concorrente nas pesquisas, o petistaFernando Pimentel.

“Nós vamos ajudar o mineiro a refletir sobre os fatos. Isso que aconteceu na Petrobras, eu não me lembro de ter visto até hoje uma corrupção mais escandalosa, mais escabrosa do que essa”, disse Pimenta.

A colocação desse tema na campanha é parte de uma ofensiva do PSDB contra o PT.Pimenta disse que os programas vão conter as propostas de governo dos tucanos, mas haverá também o que ele chama de “ação política na campanha”.

A campanha de Pimenta diz que já nesta semana essa ofensiva deverá chegar à propaganda eleitoral na TV. No site da campanha, a exploração do assunto já começou.

Logo que o site é acessado, aparece uma tela na qual é feito um pedido de desculpas pelo “incômodo”, mas que é para que as “mentiras” não prevaleçam.

Em duas imagens, vem o ataque: “O PT de Pimentel nega a existência do mensalão”; “a verdade: o Supremo Tribunal Federal manda prender os petistas amigos de Pimentel, e agora a revista ‘Veja’ denuncia o mensalão 2“.

Em Minas, segundo levantamento do Datafolha da semana passada, Pimentel tem 32%, ePimenta, 24%. Antes da propaganda, o petista tinha 29%, e o tucano, 16%.

REAÇÃO

A reação do PT começou não com o candidato petista, mas com o presidente estadual da legenda, o deputado federal Odair Cunha.

Em nota, o PT abordou a delação atacando o PP, partido aliado nacionalmente ao PT envolvido no novo escândalo. É que em Minas o PP sempre foi aliado do PSDB, que segue as orientações do presidenciável Aécio Neves.

Os petistas lembram que o governador do Estado, Alberto Pinto Coelho, e o deputado estadual Dinis Pinheiro, vice de Pimenta, são os “expoentes” do PP-MG.

O PT também citou o mensalão tucano (desvio de recursos públicos na campanha eleitoral doPSDB-MG de 1998), dizendo que nunca ouviu Pimenta defender o julgamento, e citou ainda a investigação que e Polícia Federal faz sobre o candidato tucano a governador por envolvimento passado dele com o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza.

A nota critica ainda Aécio, que tem atacado o PT após as notícias da delação.

“A meia indignação sugere o tucano no papel de lobo em pele de cordeiro, o que não condiz com a atuação republicana que se espera de um senador da República e de quem deseja ser presidente do país”, afirma o texto.

Sobre a nota do PT reagindo aos ataques tucanos, Pimenta disse: “Nós não tememos nada quanto a qualquer investigação. É evidente que o PT agora vai começar a nos agredir porque isso é característico do PT, mas essa investigação na Petrobras tem que ir a fundo. O que nós queremos é isso”.

O CASO

No último final de semana, a revista “Veja” publicou que o ex-diretor da Petrobras afirmou, em depoimento, que 12 políticos estiveram envolvidos em esquema de corrupção na estatal.

Costa citou Sérgio Cabral (ex-governador do Rio), Roseana Sarney (governadora do Maranhão), João Vaccari (tesoureiro nacional do PT), Henrique Alves (presidente da Câmara), Renan Calheiros (presidente do Senado), Edison Lobão (ministro de Minas e Energia), Mário Negromonte (ex-ministro das Cidades de Dilma), os senadores Ciro Nogueira e Romero Jucá, e os deputados Cândido Vaccarezza e João Pizzolatti, além do ex-candidato à PresidênciaEduardo Campos, morto em 13 de agosto, também foi citado como beneficiário.

10/09/2014 Posted by | AÉCIO NEVES, AECIO, ELEIÇÕES 2014, Governo de Minas, Governo do PT, Minas Gerais, PSDB | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vinda de Aécio em Minas pode marcar o grande salto do PSDB

Em reunião com aliados em Belo Horizonte, Aécio Neves declarou que Minas será o início da grande arrancada para o segundo turno.

Coligação Todos por Minas

Fonte: Estado de Minas

Aécio faz convocação geral

Presidenciável do PSDB reúne 443 prefeitos e pede empenho na guerra pelo segundo turno

Leonardo Augusto e Juliana Cipriani

O candidato a presidente da República pelo PSDB, senador Aécio Neves, pediu ontem a aliados em Belo Horizonte empenho em sua campanha ao Palácio do Planalto de forma a levá-lo ao segundo turno da eleição. “É hora de cada um mostrar não apenas suas boas intenções, mas o que vai fazer para que o Brasil inicie um novo ciclo de desenvolvimento”, disse a uma plateia de 443 prefeitos – segundo informação do próprio Aécio – em um clube da Zona Sul da capital. O tucano pediu também reforço para a campanha do ex-ministro das Comunicações Pimenta da Veiga (PSDB) para o governo mineiro.

Segundo Aécio, a presidente Dilma Rousseff (PT do PSB ao Palácio do Planalto, têm a mesma origem. “Uma (Marina), com boas intenções, que eu respeito, mas que é do mesmo núcleo que vem governando o Brasil. Vem do PT”, disse. A candidata do PSB teve a legenda como o primeiro partido e foi ministra do Meio Ambiente no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma era do PDT, mas migrou para o PT em 2001.

Aécio afirmou ser a melhor opção entre os candidatos. “O país não pode conviver com mais um ciclo de improvisos”, disse, ressaltando que os brasileiros estão pagando um preço alto pelo “aprendizado” da atual presidente no governo. “Isso tem levado o país a ter repiques inflacionários e ao pior crescimento entre todos os nossos vizinhos”, avaliou. No início do discurso aos aliados, Aécio, ao lado do governador Alberto Pinto Coelho (PP), de Pimenta da Veiga e do candidato tucano ao Senado por Minas, Antonio Augusto Anastasia, comparou eleição e apoio dos aliados. De acordo com o presidenciável, a disputa nas urnas é importante e pode-se perder ou ganhar. O apreço dos correligionários, na avaliação do candidato, no entanto, tem destaque especial.

Para Aécio, a reunião de ontem marcará o salto do PSDB, que está em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto. “Estamos iniciando hoje aqui uma grande arrancada. Reunindo as principais alianças políticas do estado, da sociedade mineira, para a vitória de Pimenta da Veiga e Anastasia em Minas Gerais. E também para estarmos no segundo turno”, disse.Anastasia lidera as pesquisas de intenção de voto para o senador. “Venha para o Senado da República ser o meu parceiro na defesa por Minas”, disse Aécio, no discurso, ao aliado.

Na sequência, Aécio teve reunião com deputados federais e estaduais de sua base aliada e disse estar confiante de que fará “barba, cabelo e bigode”. O tucano sinalizou que o aumento das críticas aos petistas deve ser a tônica para as últimas semanas. “Onde o PT governa, está perdendo as eleições, e eu espero que Minas demonstre de forma muito clara que não temos como vocação ser amanhã um depósito de petistas derrotados em outras partes do Brasil”, afirmou.

Aécio criticou o candidato do PT ao governo de Minas, Fernando Pimentel, que, segundo ele, levou investimentos que poderiam ter ficado no estado para fora e agora aparece como construtor de um novo tempo para Minas. Ele acredita que Pimenta vá reverter a desvantagem para os petistas. “Não acredito que logo em Minas, consciência maior da nação brasileira, vamos ter um retrocesso como esse”. Aécio pediu uma vinculação maior das candidaturas do seu campo político ao projeto começado por ele em seu primeiro governo, que teve início em 2003, e foi sucedido por Antonio Anastasia, em 2010. Apesar de ter confirmado que veio ao estado “botar todo mundo para trabalhar”, o tucano negou que tenha havido “corpo mole” de seus cabos eleitorais.

Apoio de artistas

candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, lançou ontem um clip com a participação de vários artistas que apoiam sua campanha. O mote do jingle é o mesmo adotado pelo senador: o de que o Brasil precisa mudar, mas de maneira segura. “Um novo Brasil para a gente. Decente, maduro”, diz o refrão da música, cantada, entre outros, por Zezé di Camargo e sua filha Wanessa, Beto Guedes, Chitãozinho & Xororó, Renato Teixeira e Fernando Brant. O clipe tem 47 segundos e foi exibido ontem no programa do candidato no horário eleitoral gratuito na televisão.

08/09/2014 Posted by | AÉCIO NEVES, AÉCIO NEVES 2010, AÉCIO NEVES: SENADOR, AÉCIO OPOSIÇÃO, AECIO, Anastasia, Antonio Anastasia, ELEIÇÕES 2014, Governo de Minas | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vinda de Aécio em Minas pode marcar o grande salto do PSDB

Em reunião com aliados em Belo Horizonte, Aécio Neves declarou que Minas será o início da grande arrancada para o segundo turno.

Coligação Todos por Minas

Fonte: Estado de Minas

Aécio faz convocação geral

Presidenciável do PSDB reúne 443 prefeitos e pede empenho na guerra pelo segundo turno

Leonardo Augusto e Juliana Cipriani

O candidato a presidente da República pelo PSDB, senador Aécio Neves, pediu ontem a aliados em Belo Horizonte empenho em sua campanha ao Palácio do Planalto de forma a levá-lo ao segundo turno da eleição. “É hora de cada um mostrar não apenas suas boas intenções, mas o que vai fazer para que o Brasil inicie um novo ciclo de desenvolvimento”, disse a uma plateia de 443 prefeitos – segundo informação do próprio Aécio – em um clube da Zona Sul da capital. O tucano pediu também reforço para a campanha do ex-ministro das Comunicações Pimenta da Veiga (PSDB) para o governo mineiro.

Segundo Aécio, a presidente Dilma Rousseff (PT do PSB ao Palácio do Planalto, têm a mesma origem. “Uma (Marina), com boas intenções, que eu respeito, mas que é do mesmo núcleo que vem governando o Brasil. Vem do PT”, disse. A candidata do PSB teve a legenda como o primeiro partido e foi ministra do Meio Ambiente no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma era do PDT, mas migrou para o PT em 2001.

Aécio afirmou ser a melhor opção entre os candidatos. “O país não pode conviver com mais um ciclo de improvisos”, disse, ressaltando que os brasileiros estão pagando um preço alto pelo “aprendizado” da atual presidente no governo. “Isso tem levado o país a ter repiques inflacionários e ao pior crescimento entre todos os nossos vizinhos”, avaliou. No início do discurso aos aliados, Aécio, ao lado do governador Alberto Pinto Coelho (PP), de Pimenta da Veiga e do candidato tucano ao Senado por Minas, Antonio Augusto Anastasia, comparou eleição e apoio dos aliados. De acordo com o presidenciável, a disputa nas urnas é importante e pode-se perder ou ganhar. O apreço dos correligionários, na avaliação do candidato, no entanto, tem destaque especial.

Para Aécio, a reunião de ontem marcará o salto do PSDB, que está em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto. “Estamos iniciando hoje aqui uma grande arrancada. Reunindo as principais alianças políticas do estado, da sociedade mineira, para a vitória de Pimenta da Veiga e Anastasia em Minas Gerais. E também para estarmos no segundo turno”, disse.Anastasia lidera as pesquisas de intenção de voto para o senador. “Venha para o Senado da República ser o meu parceiro na defesa por Minas”, disse Aécio, no discurso, ao aliado.

Na sequência, Aécio teve reunião com deputados federais e estaduais de sua base aliada e disse estar confiante de que fará “barba, cabelo e bigode”. O tucano sinalizou que o aumento das críticas aos petistas deve ser a tônica para as últimas semanas. “Onde o PT governa, está perdendo as eleições, e eu espero que Minas demonstre de forma muito clara que não temos como vocação ser amanhã um depósito de petistas derrotados em outras partes do Brasil”, afirmou.

Aécio criticou o candidato do PT ao governo de Minas, Fernando Pimentel, que, segundo ele, levou investimentos que poderiam ter ficado no estado para fora e agora aparece como construtor de um novo tempo para Minas. Ele acredita que Pimenta vá reverter a desvantagem para os petistas. “Não acredito que logo em Minas, consciência maior da nação brasileira, vamos ter um retrocesso como esse”. Aécio pediu uma vinculação maior das candidaturas do seu campo político ao projeto começado por ele em seu primeiro governo, que teve início em 2003, e foi sucedido por Antonio Anastasia, em 2010. Apesar de ter confirmado que veio ao estado “botar todo mundo para trabalhar”, o tucano negou que tenha havido “corpo mole” de seus cabos eleitorais.

Apoio de artistas

candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, lançou ontem um clip com a participação de vários artistas que apoiam sua campanha. O mote do jingle é o mesmo adotado pelo senador: o de que o Brasil precisa mudar, mas de maneira segura. “Um novo Brasil para a gente. Decente, maduro”, diz o refrão da música, cantada, entre outros, por Zezé di Camargo e sua filha Wanessa, Beto Guedes, Chitãozinho & Xororó, Renato Teixeira e Fernando Brant. O clipe tem 47 segundos e foi exibido ontem no programa do candidato no horário eleitoral gratuito na televisão.

08/09/2014 Posted by | AÉCIO NEVES, AÉCIO NEVES 2010, AÉCIO NEVES: SENADOR, AÉCIO OPOSIÇÃO, AECIO, Anastasia, Antonio Anastasia, ELEIÇÕES 2014, Governo de Minas | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aécio volta à Minas para trabalhar pela vitória de Pimenta

Aécio Neves prevê arrancada ao segundo turno na corrida presidencial e reviravolta de Pimenta da Veiga para o Governo de Minas.

Eleições 2014

Fonte: O Tempo

Aécio volta a Minas e promete fazer “barba, cabelo e bigode”

Presidenciável tucano pretende vincular mais sua imagem à de Pimenta da Veiga para virar o quadro

ISABELLA LACERDA

O crescimento de oito pontos percentuais na intenção de voto de Pimenta da Veiga para o governo de Minas, como mostrou nesta quinta levantamento divulgado pelo Datafolha, e a vinda do senador e presidenciável Aécio Neves a Belo Horizonte para reforçar a campanha do PSDB no Estado reverteram o clima de crise até então instalado. Aécio previu a vitória de Pimenta, “com barba, cabelo, bigode”.

Depois das trocas internas no comando da campanha e das demissões causadas por problemas financeiros, a ordem dada nesta quinta por Aécio é que seja colocada em prática uma nova campanha. Serão alteradas as estratégias publicitárias e ainda será feita cobrança por mais empenho de prefeitos e deputados, tudo para virar o quadro favorável ao candidato Fernando Pimentel (PT).

Nesta quinta Aécio fez uma verdadeira peregrinação na capital na tentativa de acertar os ponteiros. O primeiro passo foi se reunir com a irmã e coordenadora de comunicação, Andrea Neves, e também com Pimenta e o novo líder da equipe, Danilo de Castro, para estabelecer mudanças na identidade visual da campanha, como adiantou nesta quinta O TEMPO.

Em seguida, o presidenciável esteve em dois encontros com prefeitos e parlamentares. No primeiro ato, pediu aos gestores que levem seu nome e o de Pimenta para o interior. A falta de contato entre a coordenação da campanha e os prefeitos foi um dos motivos apontados por aliados da crise interna.

PSDB também distribuiu kits com materiais de publicidade para que a eleição seja levada aos municípios fora da região metropolitana. “Pretendemos mobilizar forças e botar todo mundo para trabalhar”, disse o senador, admitindo uma presença mais constante no Estado neste mês.

Aécio também almoçou em reservado com deputados da base. Ele aproveitou para exigir apoio a Pimenta, mas também ouviu reclamações. “Espero que Minas mostre que não temos como vocação ser depósito de petista desempregado. Minas não merece ter o PT governando seus destinos”, afirmou, dando a tônica dos pleitos dos aliados: bater mais no PT. “Pedimos a reformulação no programa de televisão, achamos que é necessário aumentar o tom da campanha, com mais críticas ao Pimentel”, confidenciou um tucano após o encontro.

Aécio deixou claro ao longo do dia que “é hora de dar uma acelerada nessa reta final” e que é possível virar o quadro. Ele decidiu que é preciso vincular o máximo possível seu nome ao dePimenta. “Talvez devesse vincular um pouco as campanhas. Pimenta tem que ser identificado com o trabalho feito em Minas nos últimos 12 anos”, avaliou.

Peregrinação

Encontros. Em sua vinda a Belo Horizonte, nesta quinta, Aécio Neves fez uma verdadeira peregrinação e esteve em diversas reuniões com aliados.

Estratégia. Pela manhã, ele se reuniu com a irmã e responsável pela parte de comunicação das campanhas, Andrea Neves, e integrantes da campanha de Pimenta da Veiga, entre eles Danilo de Castro, para definir novos rumos da campanha.

Aliados. Depois, Aécio se encontrou com prefeitos e lideranças do Estado. Em seguida, almoçou com deputados aliados e pediu que participem mais ativamente da campanha.

08/09/2014 Posted by | AÉCIO NEVES, Anastasia, Antonio Anastasia, ELEIÇÕES 2014, Governo de Minas, POLÍTICA, PSDB | , , , , , , , , , | Deixe um comentário