Minas Sustentável

Meio Ambiente, cidades sustentáveis

MP arquiva investigação sobre aeroporto de Cláudio

De acordo com os promotores, não foram constatados superfaturamento no valor da obra e nem favorecimento à família de Aécio Neves com a desapropriação do terreno onde está o aeroporto.

MP concluiu que a obra em Cláudio faz parte de um programa de governo “envolvendo diversas outras obras, sem qualquer indício de propósito de violação aos princípios que norteiam a administração pública.

Fonte: G1

MP arquiva investigação sobre aeroporto de Cláudio e inocenta Aécio

Aeroporto de Cláudio: o pedido de arquivamento foi encaminhado nesta sexta-feira (7) ao Conselho Superior do Ministério Público. Foto: Alex de Jesus/O Tempo

MP pede para arquivar investigação sobre aeroporto de Cláudio, em MG

Órgão não detectou superfaturamento e improbidade administrativa.

Obras foram concluídas em 2010, último ano do governo Aécio Neves

O Ministério Público de Minas Gerais pediu arquivamento da investigação sobre as obras no aeroporto de Cláudio, no Centro Oeste de Minas. O aeroporto foi construído em 2010 em um terreno que antes de ser desapropriado, em 2008, pertencia a parentes do senador Aécio Neves (PSDB). Aécio governou o estado de 2003 a 2010.

A decisão do dia 8 de julho é dos promotores Maria Elmira Evangelina do Amaral Dick, Fernanda Karan Monteiro, Tatiana pereira, José Carlos Fernandes júnior. De acordo com os promotores, não foram constatados superfaturamento no valor da obra e nem favorecimento à família de Aécio Neves com a desapropriação do terreno onde está o aeroporto.

O MP concluiu que a obra em Cláudio faz parte de um programa de governo “envolvendo diversas outras obras, sem qualquer indício de propósito de violação aos princípios que norteiam a administração pública, em especial o da impessoalidade”.  O Ministério Público levou em consideração também que a construção do Aeródromo de Cláudio “foi demandada pela comunidade empresarial local, com vistas ao desenvolvimento do município e da região”, baseando-se em notícias veiculadas na mídia.

Quanto ao uso da pista sem a homologação da Anac pelo senador, o MP declarou que não considera um ato de improbidade administrativa.

O pedido de arquivamento foi encaminhado nesta sexta-feira (7) ao Conselho Superior do Ministério Público para a confirmação do arquivamento. Nenhum promotor se manifestou sobre o caso.

O PSDB de Minas Gerais informou que a obra do aeródromo de Cláudio foi uma das dezenas de melhorias realizadas em aeroportos do estado durante o governo Aécio Neves. Disse também que a decisão anterior do Ministério Público já havia atestado a regularidade dessa obra.

O pedido de investigação havia sido feito pelos deputados estaduais Rogério Correa (PT), Sávio Souza Cruz (PMDB) e o ex-deputado Pompilio Canavez.

Anúncios

11/08/2015 Posted by | Política | , , , , , , | Deixe um comentário

Secretário de Pimentel quer vender cidade administrativa

Secretário de Meio Ambiente, Sávio Souza Cruz (PMDB), defendeu, em reunião,  a “federalização” da Cidade Administrativa.

Proposta seria vender os prédios, que custaram R$ 1,2 bilhão para o governo federal

Secretário de Pimentel quer vender cidade administrativa

Com área construída de 270 mil metros quadrados, a Cidade Administrativa abriga 17 mil servidores em 57 órgãos públicos. Foto: Leo Drumond

Fonte: Estado de Minas 

Secretário quer vender cidade administrativa do governo de Minas

O secretário de Meio Ambiente, Sávio Souza Cruz (PMDB), defendeu ontem, em reunião com representantes da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e deputados estaduais a “federalização” da Cidade Administrativa, sede da maioria dos órgãos da administração estadual.

A proposta seria vender os prédios, que custaram R$ 1,2 bilhão aos cofres públicos, para o governo federal transformar as instalações em uma universidade ou algo ligado à cultura. A sugestão não teve o respaldo dos participantes do encontro, que tinha por objetivo discutir propostas para o desenvolvimento econômico da Zona da Mata. Estavam presentes na reunião cinco deputados que fazem parte da frente parlamentar em defesa da região e também prefeitos, além do presidente da Fiemg, Olavo Machado.

O secretário disse que essa foi uma das sugestões feitas por ele para o governador Fernando Pimentel (PT) para resolver os problemas financeiros do estado, que fechou o ano de 2014 com um déficit orçamentário de R$ 2,1 bilhões, segundo balanço oficial publicado em janeiro no Diário Oficial do estado. Sávio garante que essa não é uma proposta do governo do estado e sim uma iniciativa dele.

O governo do estado negou, por meio de sua assessoria de comunicação, que tenha interesse em federalizar a Cidade Administrativa e garantiu que o governador só despacha no PalácioTiradentes. Informou ainda que não procede a informação de que Pimentel estaria inaugurando uma sala no prédio sede da Cemig para trabalhar lá de vez em quando.

Olavo Machado disse que sugestões todos podem dar. “Mas será que essa é uma proposta factível?”, questionou o presidente da Fiemg. Um outro participante da reunião disse que a sugestão foi feita como deputado, pois essa era uma proposta defendida por ele quando exercia o mandato eletivo. “Não são opiniões do secretário nem do governo, são ideias que ele defendia quando era deputado”. O secretário era um dos mais ferrenhos opositores do governo PSDB na Assembleia. Eleito deputado em outubro, ele se licenciou para comandar a secretaria. Com área construída de 270 mil metros quadrados, a Cidade Administrativa abriga 17 mil servidores em 57 órgãos públicos.

05/03/2015 Posted by | Política | , , , , | Deixe um comentário